4 A 10 DE DEZEMBRO DE 2017

Confira as atrações desta semana no Centro Dragão do Mar


II Festival das Travestidas celebra 15 anos do espetáculo Uma Flor de Dama

 

Para receber os milhares de turistas que passam aqui todos os anos, durante a alta estação, o Centro Dragão do Mar inicia o ciclo programático Férias no Dragão - o melhor verão da sua vida, que durante todo o mês de dezembro traz uma superprogramação, extensa e diversificada, que contempla atrações de dança, teatro, música, cinema, artes visuais, conferência, performances e muito mais.

No teatro, o Festival das Travestidas segue até o dia 10 de dezembro, com uma temporada de apresentações de alguns dos principais espetáculos do coletivo As Travestidas. A Multigaleria abre, no dia 7, a mostra "A Nova Cara do Sertão", exposição coletiva com imagens e vídeos de diferentes momentos históricos do trabalho realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel). 

Já nos dias 8 e 9, será a vez do Anfiteatro do Dragão ser palco de uma linda homenagem de destacados talentos da nova geração da música cearense ao cantor e compositor Fagner. Nomes como Nayra Costa, Giovana Bezerra, Lorena Nunes, Camila Marieta, João Lúcio Gomes, Jeff Pereira e César Júnior participam do espetáculo "História das Canções" e prometem emocionar o público com os grandes sucessos do artista.

A Temporada de Arte Cearense (TAC), composta por projetos selecionados nos editais de ocupação do Dragão do Mar, continua durante todo o mês, apresentando destacadas produções cearenses, em diversas linguagens artísticas, sempre com preços acessíveis.

Confira, a seguir, tudo que rola nesses próximos dias.

 


 

PROGRAMAÇÃO

 

CINE CAOLHO [cinema]
 Coletivo Alumbramento

 Cineclube que propõe um espaço para a exibição e reflexão sobre a produção audiovisual cearense. Um lugar para o encontro, para se ver cinema cearense, para debater e para se inquietar. A última edição do ano exibirá, gratuitamente, os filmes: “Escafandro”, de Carolena Morais, “Enquanto as redes resistem”, de João Moura, “Fô​lego, de Kamille Costa e“Teto”, de ​​Darwin Marinho.

// Dia 4 de dezembro de 2017, às 19h30, na Sala 2 do Cinema do Dragão. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

►  [TEATRO] II FESTIVAL DAS TRAVESTIDAS – CABARÉ DAS TRAVESTIDAS
Coletivo As Travestidas

 

O Festival ainda destinará parte da bilheteria para abrigo de pessoas transexuais e de pessoas vivendo com HIV/Aids.

O coletivo artístico As Travestidas prepara uma maratona de apresentações no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A segunda edição do Festival das Travestidas, que acontecerá do dia 1 ao dia 10 de dezembro, traz um repertório com peças, show, festas e debate. Em 2017, o festival ainda tem gostinho de comemoração. São 15 anos de trajetória do espetáculo Uma Flor de Dama, obra que originou o grupo.

O 2º Festival das Travestidas começa com o Cabaré das Travestidas, peça que reúne todo o elenco, com pequenas apresentações de música e dublagens. Nos dias 2 e 3, o Teatro do Dragão recebe o premiado monólogo BR-Trans – espetáculo que impulsionou o convite para Silvero Pereira fazer parte da novela “A Força do Querer”, da Rede Globo.

No quarto dia de festival, o coletivo dá uma pausa nas apresentações e promovem um debate aberto sobre a arte transformista e a profissionalização de artistas. Nos dias 5 e 6, o diretor cearense sobe ao palco para comemorar quinze anos de Uma Flor de Dama – monólogo inspirado no livro “Dama da Noite”, do escritor Caio Fernando Abreu.

O mais recente espetáculo do grupo, que leva um pouco da arte oriental Butoh, Trans Ohno, será apresentado nos dias 7 e 8, sob a direção de Tomás Aquino. Os dois últimos dias do festival apresentam a peça Quem Tem Medo de Travesti, de direção de Silvero e da gaúcha Jezebel de Carli. No sábado, dia 9, o grupo ainda promove a tradicional festa Transvirada, no Mambembe.


Uma flor de dama

Era 2002, quando Silvero Pereira começou a se apresentar com a peça no porão do Theatro José de Alencar, à meia noite. O ator se viu com dificuldade de formar público pelo horário atípico. Com a ideia de levar mais pessoas ao teatro, convidou as atrizes Alicia Pietá e Verónica Valenttino, para, junto dele, apresentarem uma “festa” antes da apresentação: o Cabaré da Dama.

As apresentações foram ganhando corpo, outros artistas foram somando, inclusive através de concursos entre os espectadores. Logo, atores como Denis Lacerda e Jesuíta Barbosa começaram a fazer parte. Atualmente, o elenco é formado ainda por Diego Salvador, Patrícia Dawson, Rodrigo Ferrera, Ítalo Lopes e George Hudson.

 

Bilheteria

Nesta segunda edição, o coletivo se compromete ainda mais com o lado social do trabalho e o período do evento se faz ainda mais necessário. O dia 1 de dezembro é o Dia Mundial de Combate ao HIV/Aids. Portanto, parte da bilheteria será doada para abrigo de pessoas transexuais e de pessoas vivendo com o vírus. O público também poderá doar alimentos para as instituições.

 

 

PROGRAMAÇÃO

Uma Flor de Dama, dias 5 e 6 de dezembro
TransOhno, dias 7 e 8 de dezembro
Quem tem Medo de Travesti, dias 9 e 10 de dezembro


// Dia 1º a 10 de dezembro de 2017, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 Meia. Classificação etária: 16 anos.

 

 

 

 

 

TEMPORADA DE ARTE CEARENSE – PROGRAMA DRAGÃO INSTRUMENTAL
OUTRAS FORMAS, OUTROS SONS, OUTROS SENTIDOS [música]
Di Freitas



Trabalho solo instrumental, em que o artista sobe ao palco acompanhado de suas últimas criações sonoras, objetos que servem de veículo para a manifestação de outros sons outros e outros sentidos. Instrumentos e músicas dialogam com o público e sua realidade cultural e social, ao mesmo tempo em que vídeos e fotos de reisados, bandas cabaçais e artesãos são projetados no palco, num espetáculo em que tudo dialoga entre si, reforçando a força, a beleza e ancestralidade da nossa cultura com instrumentos feitos de isopor, plástico, fibra vegetal, papelão, cabaça e os mais variados objetos.

// Dia 8 de dezembro de 2017, às 19h, no Auditório do Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► DEBATE COM GINGA [palestra]
Com o tema “Registro de memórias da Capoeira cearense: Mestre Chitãozinho e o ABC do João XXIII”

O Debate com Ginga é realizado uma vez por mês no Auditório do Dragão do Mar, proporcionando discussões de temáticas que se relacionam com a capoeira. Realizado pelo Grupo Capoeira Brasil, promove ainda oficinas e vivências de manifestações afro-brasileiras ou relacionadas com a capoeira. O debate promove a troca de saberes ao convidar pessoas oriundas de diversos setores da sociedade e de campos do saber. Nesta edição, o encontro terá como tema “Registro de memórias da Capoeira cearense: Mestre Chitãozinho e o ABC do João XXIII”, com palestra de OGAN Leno Farias Mestre Olimpio.

“O Debate com Ginga é uma proposta de ir além dos espaços mais tradicionais da capoeira, instigando os capoeiristas a buscarem ampliar suas fontes de conhecimento e suas visões das temáticas que atravessam nossa arte”, afirma Luciano Hebert, corda marrom do Grupo Capoeira Brasil e coordenador do projeto.

O projeto Debate com Ginga tornou-se Projeto de Extensão da Universidade Federal do Ceará-UFC, pelo Instituto de Educação Física e Esportes – IEFES, desde novembro de 2016. Isto significa que passou a ser reconhecido, conservado e apoiado pela Universidade, como capaz de desenvolver atividades de caráter educativo, social, cultural, científico e tecnológico, envolvendo a Capoeira, cujas diretrizes e escopo de integração com a sociedade, agregam-se às linhas de pesquisa desenvolvidas pelo IEFES-UFC. Deste modo, o projeto será ainda capaz de provocar a investigação científica para alunos da graduação em Educação Física e outras áreas do conhecimento, bem como a socialização destes para quem não tem acesso direto à Universidade, com certificação a todos que dele participarem.

// Dia 7 de dezembro de 2017, às 19h, no Auditório. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

ABERTURA DA EXPOSIÇÃO “A NOVA CARA DO SERTÃO" [artes visuais]
Curadoria Silas de Paula

A mostra expressa a resistência de indivíduos que atuam em diversos territórios superando as dificuldades e valorizando as potencialidades local. Uma geração de jovens que rompe fronteiras, motivando e energizando diversos atores para empreender, protagonizar e permanecer nestes espaços. Trata-se de uma exposição coletiva com imagens e vídeos de diferentes momentos históricos do trabalho realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel). A exposição costura três ambientes, onde as diferentes gerações se encontram e apresentam as vivências institucionais, tanto do cotidiano quanto dos afetos dos indivíduos que protagonizam esta história. A vernissagem contará com apresentação da Orquestra Popular do Nordeste e com a Mostra de Jovens Empreendedores Rurais.

// Dia 7 de dezembro de 2017, às 19h, na Multigaleria. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

BATALHA DO DRAGÃO [música]

Programa mensal realizado pelo Dragão do Mar em parceria com com o rapper Erivan Produtos do Morro, a Batalha do Dragão promove o encontro de MCs de várias comunidades da cidade para duelarem entre si. Nesta edição, o tema será “Batalha do conhecimento” e haverá pocket show da rapper Fran DDK.

// Dia 8 de dezembro de 2017, às 18h, no Espaço Patativa do Assaré. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

LANÇAMENTO DO LIVRO “CASOU no PAPEL” e PRÉ-ESTREIA DO FILME “QUADRO AMPLIADO”
Luiz Santos

Após a exibição do curta inédito “Quadro Ampliado”, do artista pernambucano Luiz Santos, documentário que aborda o tema da fotopintura pelo olhar do povo e dos vendedores de retrato Chiquinho, Martins e Sérgio Fotógrafo, o diretor lançará também seu livro “Casou no Papel”, publicação que reúne dois importantes trabalhos do artista e retratista.

// Dia 8 de dezembro de 2017, às 19h30, na sala 1 do Cinema do Dragão. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► HISTÓRIA DAS CANÇÕES [música]


Nayra Costa, Lorena Nunes e Jeff Pereira

“Aquela música me lembra alguém” ou “Naquele dia especial eu estava ouvindo aquela canção”... Quem não tem uma história para contar a partir de uma música? Todos têm ou já tiveram algum tipo de relação com uma ou tantas canções no decorrer da vida e cada um possui uma ou mais histórias interessantes a serem contadas a partir disso. Histórias das canções é um espetáculo cênico musical que une intervenções audiovisuais e encenação. Em sua primeira edição, talentos da nova geração da música cearense, como Nayra Costa, Giovana Bezerra, Lorena Nunes, Camila Marieta, João Lúcio Gomes, Jeff Pereira e César Júnior, sobem ao palco para interpretar canções que foram sucesso na voz do cantor Raimundo Fagner.

// Dias 8 e 9 de dezembro de 2017, às 20h, no Anfiteatro. Ingressos R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (livre). Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► FESTIVAL CEARENSE DE HIP HOP [dança]


É um Festival de Danças Urbanas e configura-se como topo da cadeia produtiva do Hip Hop na região Nordeste, e, como não poderia deixar de ser, mantém a função de estimular a circulação, distribuição e consumo de artistas e agentes culturais envolvidos com essa linguagem, apresentando uma programação que permita o diálogo entre artistas profissionais e coreógrafos renomados com grupos amadores e intermediários. Para tanto, o Festival propõe uma programação em 4 dias intensos com workshops, mostras livres, mostras competitivas, apresentações de espetáculos e intervenções Urbanas.

// De 9 a 12 de dezembro de 2017, no Anfiteatro e no Espaço Mix. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► FEIRA DA FOTOGRAFIA FORTALEZA [fotografia]

A mais tradicional feira de artigos fotográficos da cidade apresenta mais uma edição neste mês. Além da venda, há ainda palestras, exposição e oficinas sobre fotografia. Nesta edição, haverá exposição do grupo fotográfico EM BUSCA DA FOTO PERFEITA, conduzido por Suelena Moreira, além de mesa redonda e exposição sobre FINE ART NUDE.

// Dia 9 de dezembro de 2017, das 14h às 18h, no Auditório e no Espaço Mix. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► PÔR DO SOM [música]
Com Paquetá Brasil Jazz

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura apresenta ao público uma programação para encher de boas vibrações o fim de tarde dos sábados, no centro cultural. É o projeto semanal Pôr do Som que, todos os sábados, às 17h, traz em apresentação gratuita um grupo de instrumentistas em formações variadas, executando canções de compositores brasileiros e internacionais. Nesta edição, haverá apresentação do Paquetá Brasil Jazz.

// Dia 9 de dezembro de 2017, às 17h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► SAX IN CENA [CIRCUITO DE MÚSICA ERUDITA]

Primeiro quarteto de saxofones profissional do Ceará, o grupo Sax in Cena apresenta obras de compositores franceses e peças de Alberto Nepomuceno.

// Dia 10 de dezembro de 2017, às 17h, no Auditório. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► TEMPORADA DE ARTE CEARENSE – PROGRAMA LEITURAS NO DRAGÃO
RECITAL ÁGUA VIVA – CLARICE LISPECTOR POR ANTÔNIO MARCELO [literatura]

Antônio Marcelo

O Projeto Recital Água Viva será um reflexão deste livro através da leitura performática e também de declamação de trechos estratégicos dessa prosa, que revelam uma leitura sobre o fluxo de consciência de Clarice Lispector e sua autoradiografia.

// Dia 10 de dezembro, às 18h30, e 17 de dezembro de 2017, às 17h, no Auditório. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

 

► PRA VER A BANDA [música]
Banda Municipal Francisco Paulo de Araújo

Criado em 1996, o programa configura-se como uma das principais ações para a articulação da Rede de Bandas do Ceará. Entre 1996 e 2014, com cerca de vinte apresentações anuais, o Pra Ver a Banda oportunizava às bandas de música do Ceará um espaço para apresentação onde estas corporações eram as protagonistas. De volta em 2017, pretende novamente dar visibilidade às Bandas de Música do Ceará por meio de uma programação exclusiva para a categoria. O projeto é uma ação da SECULT-CE em parceria com Theatro José de Alencar, Cineteatro São Luiz, Centro Dragão do Mar e a SINFONIA.BR (Sistema Brasileiro de Bandas e Orquestras). Nesta data, o projeto apresenta a Banda Municipal Francisco Paulo de Araújo, de Santana do Cariri (CE).

// Dia 10 de dezembro de 2017, às 18h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre

 

 

 

 

 

► TEMPORADA DE ARTE CEARENSE – PROGRAMA TEATRO INFANTIL
ENTRA NA RODA [teatro]
Os Comedores de Abacaxi



Quatro velhos amigos retomam o universo das canções e brincadeiras populares de antigamente. Em meio a implicâncias e pirraças, eles reconstroem em suas memórias a poesia, transformação e diversidade que marcam a formação do Brasil, constituída pelos vários povos que aqui passaram. Histórias que nos levam através da música e da brincadeira, a lugares longínquos no tempo e que fazem parte da nossa cultura. Cantigas populares que foram passadas de geração em geração e que, mesmo hoje, ainda continuam marcando a infância de muitas crianças.

// Dias 9 e 10 de dezembro de 2017, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Classificação etária: livre. Duração: 60 min.

 

 

 

 

 

 

TODA SEMANA NO DRAGÃO DO MAR

 

Feira Dragão Arte
Feira de artesanato fruto da parceria com Sebrae-CE e Siara-CE.
Sempre de sexta a domingo, das 17h às 22h, ao lado do Espelho D'Água. Acesso gratuito.

 

Planeta Hip Hop
Grupos promovem exibições de dança e música hip hop.
Todos os sábados, às 19h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

Brincando e Pintando no Dragão do Mar
Brincadeiras e atividades infantis orientadas por monitores animam a criançada.
Todos os domingos, das 16h às 19h, no Ateliê dos Museus (Praça Verde). Acesso gratuito.

 

Fuxico no Dragão
Atrações artísticas e uma feirinha com vinte expositores de produtos criativos em design, moda e gastronomia agitam as tardes de domingo.
Todos os domingos, das 16h às 20h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO

 

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura informa que o Planetário Rubens de Azevedo passa por modernização tecnológica. Está, portanto, temporariamente fechado para atendimento ao público amplo, funcionando apenas para escolas agendadas. Informações: 3488.8639 ou aqui.

 

 

 

 

CINEMA DO DRAGÃO

 

A programação regular do Cinema do Dragão é definida semanalmente, sob a curadoria de Pedro Azevedo. Confira aqui:

 

Informações: 3219.5899 
www.dragaodomar.org.br
programacaocinema@dragaodomar.org.br
Twitter: @cinemadodragao
Facebook: Cinema do Dragão


 Ingressos na Bilheteria do Cinema do Dragão: R$ 14,00 (inteira) e R$ 7,00 (meia). A bilheteria funciona de terça a domingo, das 14h às 22h.

 

Atenção! Em cumprimento à orientação da Prefeitura de Fortaleza, foram encerradas as ações promocionais MEIA PARA TODOS e MEIA DA MEIA-ENTRADA, esta última direcionada para estudantes de audiovisual e dos demais equipamentos do Instituto Dragão do Mar.

 

 

 

 

 

VISITE NOSSAS EXPOSIÇÕES


 

 

MUSEU DA CULTURA CEARENSE (MCC)

Exposição Vaqueiros

Exposição lúdica, de caráter didático, percorre o universo do vaqueiro a partir da ocupação do território cearense pela pecuária até a atualidade. Utiliza cenografia, imagens e objetos ligados ao cotidiano do vaqueiro.

 Exposição de longa duração, em cartaz no Piso Inferior do Museu da Cultura Cearense. Visitação de terça a domingo, das 9h às 19h (acesso até as 18h30) e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

Exposição Memórias do Futuro em Ruínas [TEMPORADA DE ARTE CEARENSE]
Mariana Smith

A Exposição Memórias do Futuro em Ruínas é uma investigação sobre a Praia do Futuro em Fortaleza, a partir das contradições entre um sonho utópico de um futuro hoje falido e as forças naturais que trazem como resistência seus processos corrosivos. Quais são as perspectivas de futuro num mundo em que as esperanças de crescimento e melhoria de condições de vida se esvaem?

A partir dessa perspectiva, os trabalhos apresentados apontam para uma construção de paisagens distópicas em que o homem é vencido pelas forças da natureza, ali passado e futuro se entremeiam, numa proposta de desconstrução dos sonhos de um futurismo tecnológico, para uma possível realidade de um futuro devastado.

A partir de recortes dessa paisagem, vemos uma construção de possíveis ficções de um futuro para esse local em uma instalação com vídeos, fotografias e desenhos. O projeto é resultado da pesquisa em andamento no mestrado de Artes Visuais da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e foi selecionado pelos Editais Culturais 2016/2017, do Instituto Dragão do Mar, compondo assim nossa Temporada de Arte Cearense.

  Em cartaz até 28 de janeiro de 2018, no MCC. Visitação de terça a sexta, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30) e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

 

 

 

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO CEARÁ

 

32ª Bienal de São Paulo – INCERTEZA VIVA

Com realização no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE), do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, uma nova etapa nacional das itinerâncias da 32ª Bienal de São Paulo – INCERTEZA VIVA, acontece de 7 de novembro de 2017 a 28 de janeiro de 2018. Trazendo um recorte de 15 artistas e coletivos, a mostra terá abertura no dia 7 às 18h, com mediação do curador Jochen Volz – responsável pela última edição da Bienal, em 2016. Às 21h, o Dragão do Mar realiza show com o grupo Baião de Dub, no Ateliê dos Museus.

Foram selecionados para integrar a exposição: Antonio Malta Campos (Brasil), Bárbara Wagner (Brasil), Charlotte Johannesson (Suécia), Felipe Mujica (Chile), Gilvan Samico (Brasil), Güneş Terkol (Turquia), Grada Kilomba (Portugal), Jonathas de Andrade (Brasil), Michal Helfman (Israel), Misheck Masamvu (Zimbábue), Mmakgabo Helen Sebidi (África do Sul), Pierre Huyghe (França), Rachel Rose (EUA), Vídeo nas Aldeias (Brasil) e Wilma Martins (Brasil). A curadoria geral de Jochen Volz foi responsável pela última edição da Bienal, em 2016.


Bárbara Wagner (Brasil)

Intitulada INCERTEZA VIVA [Live Uncertainty], a 32a Bienal tem como eixo central a noção de incerteza a fim de refletir sobre atuais condições da vida em tempos de mudança contínua e sobre as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas. A exposição se propõe a traçar pensamentos cosmológicos, inteligência ambiental e coletiva assim como ecologias naturais e sistêmicas. A mostra foi concebida em torno das obras de 81 artistas e coletivos sob curadoria de Jochen Volz e dos cocuradores Gabi Ngcobo (África do Sul), Júlia Rebouças (Brasil), Lars Bang Larsen (Dinamarca) e Sofía Olascoaga (México).


Güneş Terkol (Turquia)

Em 2017, o programa de mostras itinerantes da 32ª Bienal de São Paulo circula com seleções de obras da 32ª Bienal por doze cidades no Brasil e duas no exterior: Campinas/SP, Belo Horizonte/MG, São José dos Campos/SP, Cuiabá/MT, São José do Rio Preto/SP, Ribeirão Preto/SP, Garanhuns/PE, Palmas/TO, Santos/SP, Itajaí/SC, Fortaleza/CE, Vitória/ES, Bogotá/Colômbia e Porto/Portugal.


Ações educativas

As itinerâncias da Bienal de São Paulo trazem uma série de ações educativas realizadas em parceria com o Núcleo Educativo do MAC-CE e o Porto Iracema das Artes. Em 6 de novembro (segunda-feira), será apresentada a palestra "Incerteza Viva: Conceitos e Artistas", às 19h, no Auditório do Porto, com Regiane Ishii, que é Produtora de Conteúdo do Programa Educativo da Fundação Bienal de São Paulo. A palestra abrange uma breve apresentação da história da Fundação Bienal de São Paulo e o processo de desenvolvimento e conceitos da 32ª Bienal. Também serão abordadas as pesquisas de artistas que integram a itinerância em Fortaleza.


Antônio Malta Campos (Brasil)

Na mesma semana, serão realizados ainda dois laboratórios, com partida no Porto Iracema. Em 7 de novembro (terça-feira), das 14h às 17h, o laboratório "Narrativas que constroem mundos" debate a relação entre narrativas pessoais e a multiplicidade de existências possíveis, com base nas obras dos artistas da Bienal. Em 8 de novembro (quarta-feira), o laboratório "Processos criativos em educação" propõe aproximar processos criativos de artistas e de professores, relacionando ações educativas e obras da 32ª Bienal.

As inscrições para os laboratórios devem ser realizadas no link http://bienal.org.br/evento.php?i=4377. Ao longo do período da exposição, o Núcleo Educativo do MAC-CE realiza ainda uma série de oficinas gratuitas, aos finais de semana.

 Exposição em cartaz de 7 de novembro de 2017 a 28 de janeiro de 2018. Visitação de terça a sexta, das 9h às 19h (acesso até as 18h30) e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30).

 

 

 

 

 

MULTIGALERIA

 

 

Exposição "A Nova cara do Sertão"
Curadoria: Silas de Paula

A Nova Cara do Sertão expressa a resistência de indivíduos que atuam em diversos territórios superando as dificuldades e valorizando as potencialidades local. Uma geração de jovens que rompe fronteiras, motivando e energizando diversos atores para empreender, protagonizar e permanecer nestes espaços. Trata-se de uma exposição coletiva com imagens e vídeos de diferentes momentos históricos do trabalho realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel). A exposição costura três ambientes, onde as diferentes gerações se encontram e apresentam as vivências institucionais, tanto do cotidiano quanto dos afetos dos indivíduos que protagonizam esta história. A vernissagem contará com apresentação da Orquestra Popular do Nordeste e com a Mostra de Jovens Empreendedores Rurais. 

 Abertura dia 7 de dezembro de 2017, às 19h, na Multigaleria. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre. Visitação: de terça a domingo, das 14h às 21h (acesso até as 20h30).

 

 

 

  FUNCIONAMENTO DO CENTRO DRAGÃO DO MAR

Geral: de segunda a quinta, das 8h às 22h; e de sexta a domingo e feriados, das 8h às 23h. Bilheteria: de terça a domingo, a partir das 14h.
Cinema do Dragão: de terça a domingo, das 14h às 22h.
Museus: de terça a sexta, das 9h às 19h (acesso até as 18h30); sábado, domingo e feriados das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Gratuito.
Multigaleria: de terça a domingo, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Gratuito.

OBS.: Às segundas-feiras, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura não abre cinema, cafés, museus, Multigaleria e Bilheterias.

 

Acompanhe nossa programação também pelas redes sociais:
Facebook: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Instagram: @dragaodomar
Twitter: @_dragaodomar

 

 

VEJA TAMBÉM

NOSSA SEMANA
As atrações de 11 a 17/12 estão aqui. É destaque o lançamento de disco do grupo Parahyba e Cia Bate Palmas
CINEMA DO DRAGÃO
Confira a programação de 14 a 20 de dezembro. Estreia de Lucky
LANÇAMENTO
Revista Dragão do Mar terá lançamento nesta sexta (15), com Juca Ferreira, Karim Aïnouz, Silvero Pereira e Zé Tarcísio
DEZEMBRO EM FESTA
Durante todo o mês, uma série de atrações de diversas linguagens artísticas agitam a cidade
MOSTRA FAROCKI
Filmes e instalações do alemão Harun Farocki entram em cartaz em Fortaleza
MOSTRA DO PORTO
5ª Mostra de Artes do Porto Iracema revela nova cena artística cearense
RESULTADO DO EDITAL 003/2017
Instituto Dragão do Mar divulga o resultado da terceira fase do edita de seleção pública
SOLICITAÇÃO DE PAUTA
Saiba os critérios e as datas de submissão de pautas no Teatro Dragão do Mar
PREGÃO ELETRÔNICO
Quer prestar serviços para o Dragão? Veja aqui como participar do pregão
REGULAMENTO
Confira regras de contratação do Instituto Dragão do Mar

CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA

Rua Dragão do Mar 81, Praia de Iracema - CEP: 60060-390 - Fortaleza/CE - CNPJ: 02.455.125/0001-31
Informações gerais: 55 (85) 3488 8600 / 55 (85) 3488 8608