* Planetário Rubens de Azevedo *
CICLO DE PALESTRAS NO PLANETÁRIO

Caros planetarístas, Astrônomos e internautas visitantes do nosso site.
  
  Com apoio do Governo do Estado do Ceará , Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Planetário Rubens de Azevedo realiza ciclos de palestras com o objetivo de promover a DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA - levar conhecimento a estudantes, professores, pesquisadores e a população de um modo geral; nas áreas da Astronomia, Física, Matemática, História da Ciência e Ciências afins. Apresentamos abaixo uma relação das palestras já realizadas e nossos ilustres palestrantes - renomados pesquisadores e cientistas de reconhecimento internacional.

"Átomos e Anti-átomos: do cosmo ao micro, da alquimia à medicina"

( Colaboração ALPHA/CERN )
Com o Prof. Dr. Claudio Lenz Cesar
Doutorado em Física pelo MIT - EUA
Mestre em Física pela UFPE
Bacharel em Física pela UFC - Universidade Federal do Ceará
Ex-aluno e professor do CEFET-CE (IFCE)
Membro fundador das Colaborações ATHENA e ALPHA no
CERN - European Organization for Nuclear Research
.

PALESTRA REALIZADA NO DIA 14 DE NOVEMBRO de 2012.

  Discutimos como o estudo dos átomos, a nível microscópico, permitiu o avanço da Física, a tal ponto que podemos conhecer a constituição de estrelas longínquas e seu movimento. Dessa forma podemos estudar e inferir a presença de buracos negros, massa escura e energia escura no Universo. Com a realização do sonho da alquimia, a la Einstein, criamos multitudes de partículas e antipartículas em laboratório com aplicações a testes fundamentais da Física a medicina. Trago também as últimas notícias sobre nossa pesquisa com antihidrogênio na Colaboração ALPHA no CERN.

" ANTIMATÉRIA E NOSSO UNIVERSO "
( Colaboração ALPHA/CERN )

Com o Prof. Dr. Claudio Lenz Cesar
"PRATA DA CASA"
Doutorado em Física pelo MIT - EUA
Mestre em Física pela UFPE
Bacharel pela UFC - Universidade Federal do Ceará
Ex-aluno e professor do CEFET-CE (IFCE)
Membro fundador das Colaborações ATHENA e ALPHA no
CERN - European Organization for Nuclear Research


PALESTRA REALIZADA NO DIA 27 DE DEZEMBRO DE 2011.

  A inexistência de antimatéria primordial no Universo coloca em cheque nossas teorias sobre a origem do mesmo ou as leis básicas da Física como hoje conhecidas. A perspectiva de comparar o anti-átomo com o átomo de hidrogênio com lasers de alta precisão motivaram a colaboração ATHENA, no CERN, a fabricar os primeiros átomos de antihidrogênio a baixas energias em 2002. Já na colaboração ALPHA conseguimos recentemente o primeiro aprisionamento dos anti-átomos, considerado pela revista Physics World o maior feito da Física em 2010.

"A VIDA É FOTÔNICA: LASERS REVOLUCIONANDO A BIOTECNOLOGIA"

Com o Prof. Dr. Carlos Lenz Cesar
professor titular do Instituto de Física Gleb Wataghin da UNICAMP
Doutorado em Fsica na UNICAMP
Pós-doutorado no AT&T Bell Laboratories.

PALESTRA REALIZADA NO DIA 26 DE SETEMBRO DE 2012.

   Toda a vida na Terra é fotônica, pois os fótons do sol abastecem a cadeia alimentar através da fotossíntese. Além disso, o estoque de material biológico acumulado em milhões de anos na forma de petróleo, e ou carvão, se tornou a principal fonte de energia transportável que impulsionou a economia global desde a primeira revolução industrial. Por exemplo, será possível emular a biologia e usar a fotossíntese para a geração de energia transportável, limpa, inesgotável e com custo quase nulo.
   Essa palestra descreverá o arsenal de ferramentas fotônicas desenvolvidas nos últimos 20 anos para estudo de processos biológicos. Por exemplo, a mesma pressão de radiação da luz que mantém as caudas dos cometas na direção oposta ao sol é utilizada para capturar e manipular partículas com lasers. Finalmente descreveremos como essas ferramentas podem ser utilizadas para manipulação de DNAs base por base.

   O Prof. Dr. Carlos Lenz Trabalha com lasers de pulsos ultracurtos, pontos quânticos, Fibras ópticas, pinças ópticas e microscopias de óptica não linear aplicada a Biologia. Desenvolveu o primeiro laser de centro de cor com pulsos de 120 fs em 1990 e produziu o primeiro Ponto quântico de PbTe em 1995. Na área de biofotônica desenvolveu a primeira pinça óptica no Brasil em 1991, e obteve as primeiras imagens de SHG/THG [Second/Third Harmonic Generation], FLIM [Fluorescence Lifetime Imaging] e CARS [Coherent AntiStokes Raman Scattering] no Brasil. Montou um laboratório com todas as técnicas de biofotônica integradas em um único instrumento para estudo de processos celulares entre os melhores do mundo.

"EXOPLANETAS, EXTREMÓFILOS E VIDA EXTRATERRESTRE "

Com o Prof. Dr. Eduardo Janot Pacheco
Presidente do Comite CoRoT-Brasil.
Presidente da Sociedade Astronomica Brasileira - SAB
Instituto de Astronomia, GeofÍsica e Ciencias Atmosfericas - IAG/USP

PALESTRA REALIZADA NO DIA 26 DE JUNHO DE 2012.

  Foram descobertos até hoje cerca de 800 planetas orbitando outras estrelas que não o Sol, chamados de "Exoplanetas".

   Na tentativa de estudar a fascinante possibilidade de existir vida em algum deles, examinamos as condições físicas nos casos mais favoráveis, quando os planetas ou suas luas esncontram-se na Zona Habitavel de suas estrelas, onde pode existir água em estado líquido.
   Como a temperatura na superfície de um planeta depende fortemente da presença de uma atmosfera, aplicamos em nossos modelos uma atmosfera de tipo terrestre, fazendo variar algumas de suas propriedades físicas.
   Examinamos também a possibilidade da existência de organismos extremófilos terrestres nesses planetas ou luas, o que amplia as possibilidades de existência de vida extraterrestre.

CICLO DE PALESTRAS
" O UNIVERSO COMO BERÇO DA VIDA "

Com a Profa. Dra. Cláudia Lage
Professor Associado
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho - UFRJ
Pesquisador Associado do INCT INEspaço - Instituto Nacional de Estudos do Espaço
Líder do Grupo de Pesquisa CNPq AstroBio Brazil

PALESTRA REALIZADA NO DIA 25 DE JUNHO DE 2012.

  A Astrobiologia é uma novíssima área da ciência que busca compreender a origem e a dinâmica da vida no Universo. Várias hipóteses para explicar a vida no contexto cósmico foram elaboradas ao longo da história humana, mas somente agora a tecnologia tem permitido colocar várias delas em teste. Experimentos de laboratório tem conseguido mostrar como os elementos químicos essenciais à vida, carbono, nitrogênio, oxigênio e hidrogênio, se combinam em compostos biologicamente importantes. De maneira interessante, esses compostos estão sendo encontrados em vários pontos do Universo.
 Como esses compostos se combinaram ao ponto de originar células e organismos complexos ainda é um enigma a desvendar pela ciência. Entretanto, o nosso Sistema Solar, de 4,5 bilhões de anos de idade, surge num Universo que já tinha quase 10 bilhões de anos. Assim, células simples como micro-organismos podem ter tido tempo para se formarem em planetas mais antigos ou outros lugares propícios do Universo.

  Uma das hipóteses para explicar a origem da vida na Terra chama-se Panspermia , e prevê que vida microbiana poderia ter sido formada há bilhões de anos no Universo, viajado entre planetas, inseminando unidades de vida que poderiam ter se tornado mais complexa em planetas habitáveis como o nosso.
 Um projeto em Astrobiologia vem sendo realizado no Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho há cinco anos para testar se a vida microbiana poderia resistir às condições inóspitas do meio extraterrestre. Micro-organismos ultra-resistentes provenientes de ambientes extremos da Terra, os extremófilos, tem sido expostos a intensas fontes simulando radiação estelar (os aceleradores síncrotron), capazes de emitir em algumas horas a radiação equivalente a milhões de anos. Os resultados obtidos nesses experimentos revelam a interessante possibilidade da existência de vida microbiana fora da Terra.

" OS NOVOS MUNDOS DO COSMO"

Com o Prof. Dr. José Renan de Medeiros
PHD pela Universidade de Genebra, Suiça.
Astrônomo e Professor Titular da

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

PALESTRA REALIZADA NO DIA 18 DE ABRIL DE 2012.

   A descoberta de Planetas fora do Sistema Solar, no final do século XX, representa um dos mais grandiosos resultados da ciência, despertando inúmeras questões de ordem científica e filosófica.

   Nesta Conferência apresentamos os principais avanços no campo da Exoplanetologia, incluindo as caraterísticas dos planetas e sistemas planetários descobertos até o presente.

"O JOVEN EINSTEIN"

Com o Prof. Dr. Marco Moriconi
Doutorado em Física pela Princeton University - EUA
Pós-Doutorados:
. UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
. Cornell University - EUA
. The Abdus Salam International Centre For Theoretical Physics

Também colunista da Revista Ciência Hoje

PALESTRA REALIZADA NO DIA 14 DE DEZEMBRO DE 2011.



"O Jovem Einstein"

  Albert Einstein é certamente o cientista mais conhecido no mundo. Todos conhecem a figura do sábio alemão, com seu farto bigode e cabelos desgrenhados, a imagem clássica de um grande cientista. E mesmo aqueles que não sabem exatamente o que ele fez, tem a noção de que ele fez algo muito profundo e importante.

  Nessa palestra abordaremos o jovem Einstein, que foi, de fato, o cientista revolucionário, apresentando aspectos importantes da sua formação, desde os primeiros estudos até a criação da relatividade especial e geral. Além disso procuramos mostrar a formação de um grande cientista, as influências importantes e desfazer alguns mitos populares sobre Einstein.

  A palestra foi geral e não requereu conhecimento técnico.

" HISTÓRIA E ESTÓRIAS DO ECLIPSE DE 1919 - SOBRAL/CE"

Com o Prof. Emerson Ferreira de Almeida
Professor Assistente do Curso de Física da Universidade Estadual Vale do Acaraú, coordenador e consultor técnico-científico no Museu do Eclipse em Sobral.

PALESTRA REALIZADA NO DIA 28 DE MARÇO DE 2012.

  O Eclipse de 1919, que é considerado o mais importante na história da ciência, devido a verificação da Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein, sempre foi motivo de estorias por falta de pesquisas em fontes da epoca e dos eventos posteriores, tanto aqui no Brasil quanto no exterior. Os poucos documentários e filmes sobre o assunto criam uma visão menos clara por serem incompletos ou tendenciosos. Vários livros já escritos sobre o assunto e os artigos científicos da análise dos dados na epoca e posteriormente, formam um mosaico que leva algum tempo para montar. Nesta palestra procuraremos lançar luz sobre as muitas versões deste evento tão importante e debatido, e os acontecimentos posteriores.

"ASTRONOMIA INDÍGENA "

Com o Prof. Dr. Michel Sauma
Geólogo - Universidade Estadual do Pará
Ex-diretor do Planetário do Pará
Ex-Presdiente da Associação Brasileira de Planetários


PALESTRA REALIZADA NO DIA 07 DE DEZEMBRO DE 2011.

   A apresentação resumiu os costumes, modo de vida e os olhares sobre o céu dos índios Tembé, no estado do Pará. Mostrou a Visão do céu desta comunidade indígena e como esta conduz alguns de seus costumes e constituição social.

PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO SEDIOU O
XVI ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA PLANETÁRIOS
Palestra de encerramento:
"O QUE SABEMOS E O QUE NÃO SABEMOS SOBRE O UNIVERSO"
Com o Prof. Dr. Marcelo Gleiser
Ph.D. em Física pelo King's College-University of London
Appleton Professor of Natural Philosophy
Professor of Physics and Astronomy Dartmouth College - EUA
PALESTRA REALIZADA NO DIA 18 DE NOVEMBRO DE 2011.

   De 15 a 19 de novembro de 2011, o Estado do Ceará foi sede do XVI Encontro da Associação Brasileira de Planetários.
   O encontro ocorreu em duas etapas: Etapa de Sobral, dias 15 e 16, e Etapa de Fortaleza, dias 17 e 18.
   Na Etapa de Sobral ocorreram a solenidade de abertura e participação de palestrantes nacionais e internacionais.
   
   Na Etapa de Fortaleza foram realizadas palestras, mesas de debates e solenidade de encerramento com a palestra do Prof. Dr. Marcelo Gleiser, com o tema:

" O Que sabemos e o que não sabemos sobre o universo "

"NOSSO LUGAR NO UNIVERSO"

Com a Profa. Dra. Maria Helena Steffani
Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Diretora-Presdiente da Associação Brasileira de Planetários


PALESTRA REALIZADA NO DIA 17 DE NOVEMBRO DE 2011.

   O início do século XX foi um período de grande turbulência científica: as descobertas de William Hubble expandiram muito as estimativas sobre o tamanho do Universo e a teoria da relatividade de Albert Einstein mudaram nossa compreensão sobre sua natureza.

   Por muito tempo, a viagem espacial era apenas ficção científica ou sonho de alguns visionários, mas os foguetes militares da II Guerra Mundial e a Guerra Fria entre os EUA e URSS transformaram este sonho em realidade.

   No final do século XX, o avanço do conhecimento científico e tecnológico levou a novas e excitantes descobertas, como inúmeros planetas extra-solares e um Universo dominado por componentes desconhecidos. Porém, ainda hoje, temos uma concepção equivocada das dimensões características do nosso próprio sistema solar – o nosso lugar no Universo.

"AS FRONTEIRAS GELADAS DO SISTEMA SOLAR
Os distantes transnetunianos "


Com o Prof. Dennis Weaver
Ex-presidente do Clube de Astronmia de Fortaleza
Ex-Diretor doObservatório Astronômico do Colégio Christus


PALESTRA REALIZADA NO DIA 30 DE AGOSTO DE 2011.

" MUDANÇAS NATURAIS OU VINGANÇA DA NATUREZA ? "

Com o Prof. Dr. José Carlos Parente
Físico, professor da Universidade Federal do Ceará


PALESTRA REALIZADA NO DIA 31 DE AGOSTO DE 2011.

" MODELOS PEDAGÓGICOS NO ENSINO DE ASTRONOMIA "

Com o Prof. Nelson Travnik
UNICAMP


PALESTRA REALIZADA NO DIA 21 DE JUNHO DE 2011.

" ASTRONOMIA X ASTROBOBAGENS "

Com o Prof. Dr. Roberto Boczko
IAG / USP - Universidade de São Paulo


PALESTRA REALIZADA NO DIA 24 DE MARÇO DE 2011.

"O FIM DO MUNDO"

Com o Prof. Dr. Carlos H. A. Andrade

Astrônomo e Físico – Diretor do Observatório Municipal de Americana (OMA)/SP
Pesquisador da Universidad Nacional de San Antonio Abad del Cusco
Estágio Técnico na Pontificia Universidad Catolica de Chile - Santiago/Chile
Autor do projeto: INTI – A Astronomia Andina/Ministério da Cultura

PALESTRA REALIZADA NO DIA 18 DE DEZEMBRO DE 2012.

  Presente na mídia, num crescendo cada vez maior, o assunto vem despertando grande interesse e curiosidade para a comunidade. A palestra, ministrada pelo astrônomo chefe do Observatório Astronômico de Americana/SP, Carlos H. A. Andrade, especialista em Arqueoastronomia Andina e antigas civilizações, irá abordar temas como: as profecias maias estão corretas? Quais os prováveis destinos de nosso planeta? Poderemos ter alguma chance, caso realmente aconteça algo? Quais as probabilidades de estarmos mesmo às portas do “Fim do Mundo”?
  A palestra expõe, de forma clara e precisa, os mitos e realidades que cercam o ano de 2012.
  Na ocasião o palestrante estará colocando à disposição dos interessados uma revista de sua autoria sobre o assunto.

   No Brasil, 40 milhões vivem à espera do apocalipse bíblico. Nos EUA eles somam 180 milhões. Crise econômica global, desemprego, consumo de drogas, descrença nas instituições e tensões internacionais aumentam a crença de que o fim do mundo está próximo.
  Como não poderia deixar de ser, oportunistas já estão lucrando com o chamado “Turismo do Apocalipse” que deverá levar 52 milhões de pessoas ao México este ano, nos cinco estados do Circuito Maia. Muitas pessoas irão para lá com o objetivo de se prepararem espiritualmente para o espasmo final do planeta.
   Mas afinal, baseados em dados científicos, existe motivo para preocupação?

"Além do que se vê: Astronomia dos Raios Gama ao Rádio"

Com o Prof. Ms. Rafael Eufrásio

Na palestra ele vai mostrar a diversidade de telescópios e instrumentos utilizados na astronomia moderna, por todo o espectro eletromagnético, especialmente nos comprimentos de onda ultravioleta, óptico, infravermelho, microondas e rádio, com técnicas usadas no Observational Cosmology Laboratory
do Goddard Space Flight Center
da NASA.

PALESTRA REALIZADA NO DIA 19 DE DEZEMBRO DE 2012.

   Rafael Eufrásio é cearense, doutorando e mestre em Física pela Catholic University of America (em Washington, DC, nos EUA), bacharel em Física pela UFC e licenciado em Física pela UECE. Trabalha desde 2008 como Research Assistant (pesquisador assistente) no Observational Cosmology Laboratory do Goddard Space Flight Center (Centro de Voo Espacial Goddard) da NASA (em Greenbelt, Maryland, nos EUA).

* Planetário Rubens de Azevedo *


Curta-nos

 

* Planetário Rubens de Azevedo *
PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO
CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA
RUA DRAGÃO DO MAR, 81
60060-390 - PRAIA DE IRACEMA
FORTALEZA - CEARÁ - BRASIL
TEL.: (85 )3488-8639
planeta@dragaodomar.org.br
Desenvolvimento e mautenção do site: Prof. Dermeval Carneiro