* Planetário Rubens de Azevedo *
* Planetário Rubens de Azevedo *
RUBENS DE AZEVEDO: " CAÇADOR DE ESTRELAS "
  Nascido em 30 de Outubro de 1921 na cidade de Fortaleza, o astrônomo cearense Rubens de Azevedo é autor entre outros dos seguintes livros: Selene*, a lua ao alcance de todos; Lua degrau para o infinito; No mundo da Estelândia; Na era da Astronáutica; Lenda feita de pedra; O cometa de Halley e a Bandeira Nacional.

   O professor Rubens de Azevedo morreu no dia 17 de janeiro de 2008, aos 86 anos.


* Selene - do Grego = Lua.
  Foi pioneiro ao criar, em 1947, a primeira Sociedade Brasileira dos Amigos da Astronomia (SBAA), e, em 1948 fundar o primeiro observatório popular Brasileiro, o Observatório Popular Flammarion e também, a Sociedade Brasileira de Selenografia, em São Paulo.
   No mesmo ano, desenhou o Primeiro Mapa Lunar Brasileiro, com 80 cm, que se encontra exposto no Museu Nacional de Astronomia.
  Durante um eclipse lunar, descobriu um vale lunar, cuja existência foi confirmada por observatórios chilenos, os quais à época, sugeriram à União Astronômica Nacional a atribuição do nome "Vale Azevedo".
  Descobriu também um fenômeno Lunar Transitório na Cratera Aristarco, confirmado pelo astronauta Edwin Aldrin quando em órbita lunar.
  Foi professor de Selenografia na Escola Municipal de Astrofísica em São Paulo, professor assistente de Astronomia e Astronáutica da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Sorocaba e professor de Geografia Astronômica na Universidade Estadual do Ceará.
  Fundou o Observatório Astronômico da Paraíba e participou durante seis anos como membro ativo do Lunar International Observers Network, criado pela Nasa para assessorar as missões Apolo.
  Foi responsável pela instalação de associações e clubes de Astronomia e de observatórios e planetários no Brasil. Foi pioneiro na luta pela implantação de um planetário no Ceará.
  Desenvolveu estudos sobre astronomia e particularmente sobre a Lua, sendo uma das mais respeitadas autoridades astronômicas mundiais.
  Observação do Eclipse Solar de 1947 na residência do poeta e pintor Otacílio de Azevedo, reuniram-se em 1947 sócios e amigos da SBAA para apreciar o fenômeno, que foi observado através do refrator "VION" de 61mm de Rubens de Azevedo posto à disposição da entidade. Estava nascendo a SBAA...(Sociedade Brasileira dos Amigos da Astronomia) a 1ª entidade de amadores de Astronomia do Brasil, fundada por Rubens de Azevedo em 26 de fevereiro de 1947. Embaixo, da esquerda para a direita, em 2º está Otacílio de Azevedo, pai do Rubens e 3º está Jandira Carvalho de Azevedo, esposa do "Mestre Rubens".
Rubens de Azevedo e sua Luneta "VION" de 61mm utilizada para elaborar o seu Mapa Lunar, em 1947.
Observação Solar realizada em 1947 através do telescópio da SBAA de 10cm de abertura.
  Detalhes do OBSERVATÓRIO POPULAR FLAMARION, eregido no telhado da casa do poeta e pintor Otacílio de Azevedo, por ele e Beni Maciel da Silveira, em 1948, para servir de Obervatório da SBAA. A casa era a de nº 757, à Rua Jaime Benévolo, Fortaleza - Ceará.

  Rubens de Azevedo e o primeiro telescópio da SBAA, construido em cobre e bronze pelos astrônomos Jean Nicolini e Orlando Zambardino, de São Paulo, em 1948.
  Nessa época Rubens de Azevedo já ministrava palestras, cursos de Astronomia e demonstrações em praça pública com observações astronômicas dirigidas ao público em geral e amadores da Astronomia.

  Acima e nas duas fotos abaixo, Reuniões da SBAA em 1948 na residência de Eduardo Bezerra Neto, sócio-fundador, reuniam-se para trabalhos astronômicos: Francisco Coelho Filho(1), Emília Perdigão(2), ???????(3), Jandira Carvalho de Azevedo(4), João do Amaral Perdigão(5), Daniel Tardio(6), Rubens de Azevedo(7), Afonso Ligório(8), Gérson de Sousa Pereira(9) e Eduardo Bezerra Neto(10).

SBAA(1950)
, Reunião na Casa de Juvenal Galeno, vendos-e os sócios Afrânio Rebouças Costa, Rollney Correia, Oscar Barbosa Hatherley, Daniel Tardio, Duilio Ramos, José Newton Carvalho Sisnando Lima, Eduardo Bezerra Neto, José Odacir Mendes Lima; sentados: Antônio Isaias de Jesus, João do Amaral Perdigão, Zorrillo de Almeida, Nenzinha Galeno, Rubens de Azevedo, Jandira Carvalho, Gérson de Sousa Pereira e José
Augusto de Moura. Na mesa o Álbum de Ouro da SBAA.
OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO HOMENAGEIA RUBENS DE AZEVEDO
A iniciativa foi do colega astrônomo Nelson Travnik, diretor do Observatório Astronômico de Piracicaba.    Após 5 meses de sua morte, o "Mestre Rubens", merecidamente recebe mais uma homenagem. O "Pavilhão Rubens de Azevedo", como assim é chamado, conta com vários equipamentos de alta qualidade óptica. Entre os equipamentos destacam-se: 1 Telescópio Maksutov 7" - MEADE, 1 Luneta "Reinfielder V. Hestel" com 114 mm de diâmetro e 1 Telescópio refletor, óptica V. Bardus com 160mm de diâmetro. Parabéns pela iniciativa Nelson!
* Planetário Rubens de Azevedo *


Curta-nos

 

 
* Planetário Rubens de Azevedo *
PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO
CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA
RUA DRAGÃO DO MAR, 81
60060-390 - PRAIA DE IRACEMA
FORTALEZA - CEARÁ - BRASIL
TEL.: (85 )3488-8639
planeta@dragaodomar.org.br
Desenvolvimento e mautenção do site: Prof. Dermeval Carneiro