Atenção:  É obrigatória a apresentação de documento que comprove o parentesco do responsável com a criança menor de 10 (dez) anos de idade no ato de compra do ingresso de qualquer evento/espetáculo do Centro Dragão do Mar. Esta é uma determinação da Justiça do Estado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LITERATURA

 

 

 

 

 


Recital e Feira Cordel com a Corda Toda

Tão característica da cultura nordestina, a literatura de cordel tem vez e lugar no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Todo mês, tem Recital e Feira Cordel com a Corda Toda, realizado em parceria com a AESTROFE – Associação de Escritores, Trovadores e Folheteiros do Estado do Ceará, instituição que congrega boa parte dos poetas populares do nosso estado. A Feira ocorre sempre paralelamente ao recital com os principais expoentes da Literatura de Cordel na atualidade, das 17h às 21h. Os artistas declamarão versos autorais e de vários outros poetas populares.
Dia 22 de fevereiro, às 17h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FEIRA

 

Fuxico no Dragão
Música, performances e uma feirinha com vinte jovens expositores em design, moda, produtos terapêuticos e gastronômicos agitam as tardes de domingo do Centro Dragão do Mar. O programa perfeito para jogar longe o marasmo dominical.
Dias 1, 8, 15 e 22 de fevereiro, das 16h às 20h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

 

 

Feira Fotografia Fortaleza

Já tradicional evento da fotografia na cidade, a Feira Fotografia Fortaleza sai do Mercado dos Pinhões e estreia, no dia 21 de fevereiro, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O principal objetivo da feira desde o início, em 2012, foi de agregar fotógrafos, amantes da fotografia e artistas que têm a imagem como suporte de seu trabalho e assim trocarem ideias entre si e alavancarem esta arte. De abril de 2012 até agora, já foram realizadas 21 edições da feira, já consolidada como um grande espaço de discussão da fotografia cearense. Além da exposição e da feira em que se comercializa tudo relacionado a fotografia, há ainda palestras e workshops.

Dia 21 de fevereiro, das 14h às 18h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CIRCUITO DE MÚSICA ERUDITA

 

 

Sax in Cena
Fundado em julho de 2006, o Sax in Cena é o primeiro quarteto de saxofone profissional do Estado do Ceará. Com repertório variado, entre clássicos da música erudita e popular, passando por gêneros como choro, frevo, jazz, xote, entre outros, o grupo trabalha com a proposta de formação de plateias, procurando despertar nas mais diferentes faixas etárias o interesse pela música.
Dia 8 de fevereiro, às 18h, no Auditório. Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia)

 

 

 

Quarteto Cearense
O Quarteto Cearense é um dos grupos solos da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho e apresenta, todo mês, repertório que vai do barroco ao contemporâneo.
Dia 22 de fevereiro, às 18h, no Auditório. Ingressos R$ 4 e R$ 2 (meia).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRÉ-CARNAVAL DO DRAGÃO

 

 

 

Bloco Chão da Praça
Com Os Transacionais + Felipe de Paula, Adriana Uchôa (Leite de Rosas e Os Alfazemas), Lídia Maria, Soledad e Nayra Costa

 

Depois de três quintas-feiras de muito Carnaval no Dragão do Mar, o Bloco Chão da Praça chega à última apresentação no dia 5 de fevereiro, mas, dessa vez, em proporções à altura da animação do público: migrará do habitual Espaço Rogaciano Leite Filho para o coração da Praça Verde. Com o melhor da música retrô carnavalesca do Brasil, o Bloco Chão da Praça, pelo terceiro ano consecutivo, faz uma das mais quentes festas de Pré-Carnaval da Cidade.

 

Com um repertório que faz passear no tempo, o Pré-Carnaval d’Os Transacionais une o Brasil das décadas passadas por meio de frevo, galopes, afoxés, marchinhas e cirandas, em uma peregrinação que vai de Olinda a Salvador, passando pelos bailes cariocas e pelas praias cearenses. Para este ano, cada quinta-feira trará um convidado diferente, prometendo esquentar ainda mais o bloco.


Dia 5 de fevereiro, às 19h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

 

 

 

Bailinho Infantil à Fantasia do Dragão

A folia de Carnaval também cede espaço para a energia da criançada, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Neste domingo, dia 8, a Praça Verde recebe os pequenos no nosso tradicional Bailinho Infantil à Fantasia. Com acesso gratuito, a festa começa a partir das 16h, envolvendo todos nas brincadeiras e atividades do Brincando e Pintando. Depois, às 17h, tem os artistas do circo argentino Latin Duo fazendo a alegria da meninada. Às 18h, começa o Baile da Zefinha, com as clássicas músicas de Carnaval infantil.

 

Se valendo da cumplicidade do público, o espetáculo interpretado pelo casal de artistas multifacetados Rodrigo Möller e Caterina Stefanoff, "Se desconcierta el concierto", traz uma performance alegre que une palhaçaria, equilíbrio e música.

 

Em seguida, no Baile da Zefinha, com o grupo Dona Zefinha, diversão é palavra de ordem. O repertório é composto por marchinhas e músicas infantis. Uma festa para foliões de todas as idades que brincam ao som de frevo, samba, maracatu, carimbó e versões de clássicos para a criançada. Neste baile, vamos viajar pela diversidade musical do Carnaval do Brasil.

Dia 8, a partir das 16h, na Praça Verde. Acesso gratuito. Mar. Classificação livre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MÚSICA

 

 

 

Show Hard Jazz - com Express 5ET


Grupo Express 5ET faz tributo ao período da música jazz dos anos 1950 e 1960, quando nomes como Jazz Messengers, Miles Davis, Max Roach, Sonny Rollins, Freddie Hubbard, entre outros,  marcaram um dos principais movimentos da música afro-americana.

 

Derivada diretamente do precedente Be Bop de Charlie Parker e Dizzy Gillespie, a corrente Hard Bop é uma criação natural de uma geração de músicos influenciados pelo rhythm and blues, gospel e pelo blues, caracterizado por aprofundar ainda mais o discurso da improvisação levando aos limites as harmonizações modernas.

 

A ideia do grupo Express 5et nasce do encontro entre alguns dos principais músicos do cenário musical de Fortaleza no intuito de renovar. Nesse show, o grupo apresenta composições próprias e arranjos de melodias dos grandes maestros que se tornaram 'standards'.

Dia 7, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia).

 

 

 

 

 

 

Noites Ponto.Ce
Show de CPM 22, Strike e abertura de Rocca Vegas

 

Após a primeira edição do "Noites Ponto.CE", em dezembro de 2014, com  com a banda americana Biohazard em sua primeira passagem pelo Nordeste, o Festival Noites Ponto.CE continua com uma programação durante o ano de 2015, dessa vez contando com duas das maiores bandas da nova geração do rock’n’roll brasileiro: CPM 22 e Strike, além da abertura da banda Rocca Vegas.

 

A banda mineira Strike, consolidada como um dos grandes nomes do pop rock/hardcore melódico nacional, está na ativa desde 2003, acumulando vários prêmios durante a carreira. No VMB da MTV Brasil, venceu nas categorias Aposta MTV (2007) e Revelação (2008), além de ser indicado em várias categorias nos anos seguintes. A banda levou a categoria "Melhor Grupo Musical" no Prêmio Jovem Brasileiro (2008), Hit Nacional no Prêmio da Capricho (2012),"Melhor videoclipe" e "Hit do ano" no Prêmio Rock Show (2012).

 

Já um dos maiores representantes do hardcore nacional, o CPM22 está de volta. A banda mais pedida pelo público nas redes sociais está de volta a Fortaleza, após o bem sucedido lançamento do disco "Acústico", recordista de execução nas rádios de todo o País. O show no Noites Ponto.CE é um dos momentos mais aguardados nos últimos anos. A banda omete passar por toda a discografia da carreira e assim tocar os clássicos que marcaram toda uma geração.

 

 

Dia 28 de fevereiro, às 21h, na Praça Verde.
Realização: Empire e D&E Entretenimento.
Ingressos: R$ 42 (pista meia); R$ 52 (ingresso social pista); R$ 72 (Front Stage meia) e R$ 82 (Ingresso Social Front Stage).
Atenção: a compra do ingresso social inclui a entrega obrigatória de 1 kg de alimento não-perecível no dia do evento.
Pontos de venda: Kangaço (Galeria Pedro Jorge - 2º Andar - Centro), Boundless (Shopping Aldeota), Touch (North Shopping, Via Sul, Iguatemi e RioMar).
Ingressos online: www.ingressando.com.br/

 

 

 

 

 

 

 

II Festival Internacional Violoncelos em Folia

 

O Estoril, importante equipamento cultural em frente ao mar da Praia de Iracema, em Fortaleza, e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura terão sons diferenciados dos que se costumam ouvir no período momino. No Carnaval, 14 a 18 de fevereiro, os espaços receberão o II FESTIVAL INTERNACIONAL VIOLONCELOS EM FOLIA, um grande encontro de estudantes, profissionais e apreciadores desse instrumento.  As apresentações são gratuitas.

 

O evento em Fortaleza é a versão brasileira do festival Violoncelles en Folie, iniciado em Briançon, França, no verão de 2006, sob direção do violoncelista cearense Fernando Lage, professor do Conservatório de Briançon, que também dirige a edição nacional. Na cidade francesa, o evento, que faz parte do calendário europeu de festivais, é marcado por seu formato descontraído e aberto a participantes de todos os níveis e idades que, além da série de concertos, vivenciam a prática e teoria do instrumento durante as férias. Este ano o festival na França chega à décima edição.

 

A versão brasileira segue a mesma linha de congregar praticantes e apreciadores do violoncelo além de oferecer ao público concertos nacionais e internacionais de qualidade. Para a cidade de Fortaleza, este encontro de violoncelos representa uma importante alternativa de ocupação dos equipamentos culturais. É também uma boa opção cultural para turistas e moradores que buscam uma programação não momina durante o período de Carnaval em Fortaleza.

 

O Festival é uma realização da Associação dos Amigos do Piano do Ceará (APICE), CENTRO DE ENSINO MUSICAL HULDA LAGE e ESCOLA DE MÚSICA ANGELITA RIBEIRO. Apoio: SECULTFOR, CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA, SHOPPING TURISMO, VIA URBANA e HOTEL TABAJARA FLAT. Patrocínio: UNICHRISTUS, UNICRED e UNIMED CEARÁ.

 

OS CONVIDADOS

II FESTIVAL INTERNACIONAL VIOLONCELOS EM FOLIA tem como professores: Marie-Françoise Nageotte (Conservatório de Chamberry-França), Fernando Lage (Conservatório de Briançon-França), Diego Coutinho (Conservatório Real de Bruxelas-Bélgica), Dora Utermohl (Universidade Federal do Ceará - UFC), Tom Drummond (Universidade Federal da Paraíba - UFPb) e Ítalo Rafael (UFPb) – professor assistente. A programação de estudos e apresentações inclui música erudita, instrumental brasileira, popular e rock, explorando as várias possibilidades do instrumento.

 

CONCERTOS

O fim de tarde e início da noite serão embalados por concertos com acesso gratuito. A abertura será no sábado de Carnaval, dia 14, às 17 horas, no Estoril, com apresentação dos violoncelistas e professores Tom Drummond (UFPb) e Ítalo Rafael (UFPb). No domingo, 15, o Festival apresenta concerto barroco às 20 horas no Anfiteatro de Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Na segunda-feira, 16, às 17h, acontece ensaio aberto da Orquestra de Violoncelos no tablado do Estoril, onde alunos e grupos se apresentam na terça-feira, 17, às 18h.

 

Na Quarta-Feira de Cinzas, 18, o Festival realiza dois concertos de encerramento com a participação de professores, alunos e orquestra de violoncelos. Será às 16 horas no Estoril e às 19h30 no Cuca Mondubim.

 

OFICINAS

As oficinas e masterclasses acontecerão de domingo a quarta-feira, das 8h às 12h. De domingo a terça, das  14h às 17h, além das oficinas e masterclasses haverá também ensaios de grupos de alunos. As inscrições para oficinas e masterclasses estão abertas e o credenciamento será no primeiro dia do festival, sábado, das 14h às 17h.

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

Dia 14/02 (sábado)
14h às 17h - Credenciamento dos alunos. Local: Estoril
17h - Concerto de abertura com os violoncelistas e professores Tom Drummond (UFPb) e Ítalo Rafael (UFPb)

 

Dia 15/02 (Domingo)
8h às 12h - Oficinas e masterclasses
14h às 17h - Oficinas, masterclasses e ensaios de grupos de alunos
20h Concerto barroco. Anfiteatro do Centro Dragão do Mar.

 

Dia 16/02 (segunda)
8h às 12h - Oficinas e masterclasses
14h às 17h - Oficinas, masterclasses e ensaios de grupos de alunos
17h - Ensaio aberto da orquestra de violoncelos no tablado do Estoril

 

Dia 17/02 (terça)
8h às 12h - Oficinas e masterclasses
14h às 17h - Oficinas, masterclasses e ensaios de grupos de alunos
18h - Concerto dos alunos e grupos no tablado do Estoril

 

Dia 18/02 (quarta)
8h às 12h - Oficinas e masterclasses
16h - Concerto de encerramento com os professores e alunos e orquestra de violoncelos no tablado do Estoril
19h30 - Concerto de encerramento com os professores e alunos e orquestra de violoncelos no Cuca Mondubim

 

 

De 14 a 18 de fevereiro de 2015 no Estoril (Rua dos Tabajaras, 397, Praia de Iracema - Fortaleza/CE) e Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema).

Inscrições para as oficinas e masterclasses: R$ 100,00 até 31 de janeiro. A partir de fevereiro: R$ 150,00.

Concertos: GRATUITOS.

Informações e inscrições: Centro de Ensino Musical Hulda Lage: (85)3278.7405, (85)8866.1431 (WhatsApp) e Escola de Música Angelita Ribeiro:  apice.ce@gmail.com.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TEATRO

 

 

 

 

O Aniversário do Palhaço [teatro infantil]
Grupo Vemart - Texto: Waldemar Sillas – Direção: Cláudia Valéria

 

Com uma linguagem simples e de fácil assimilação para a criançada, o espetáculo conta a história do palhaço Pirulito, uma figura tão distraída que não se lembra nem de seu próprio aniversário. A diversão acontece ao lado de seus amigos Ventarola e Chico Espoleta, que resolvem fazer uma festa surpresa
para o aniversário do amigo. Depois de tudo preparado, lembram que para a festa ser completa tem que ter bolo, mas, no circo, a única pessoa que sabe fazer isso é o próprio aniversariante.

 

Começa então uma grande confusão, pois Ventarola e Chico Espoleta vão convencer o aniversariante a fazer o seu próprio bolo. A plateia participa ativamente, inclusive dando sugestões para a receita.

 

Um espetáculo para prender a atenção da criançada, provocando gargalhadas e reações espontâneas com esta animadíssima história de faz de conta. Aborda temas como a importância da amizade, o trabalho em equipe, respeito mútuo, justiça, diálogo e solidariedade.

Dias 7, 8, 14, 15, 21, 22 e 28/02 e 01/03, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Classificação livre

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagens do Sagrado - BLIMA [teatro]
Cia.Os Buriti Teatro de Dança - Concepção e interpretação: Eliana Carneiro

 

Eliana Carneiro - Cia. Os Buriti estreia em Fortaleza o espetáculo de dança teatro “Imagens do Sagrado – Blima”, no Teatro Dragão do Mar. Protagonizado por Eliana Carneiro, intérprete criadora carioca radicada em Brasília e diretora da Cia. e do espetáculo, o solo será apresentado de 13 a 15 de janeiro, sexta a domingo, às 20h. Contemplado com o Prêmio Funarte de Dança Petrobrás Klauss Vianna 2013, “Imagens do Sagrado – Blima” está em turnê pelo país por quatro cidades.


“Imagens do Sagrado – Blima” é um solo em que a dança se torna um ritual de conexões com as multidimensionais fontes de energia mencionadas no Livro da Criação da Kabala: a árvore da vida, as seis direções do mundo, o ar, a água e o fogo. Também na programação, Eliana Carneiro ministrará uma oficina gratuita, “O Sagrado no Corpo e na Dança”, dia 12, às 15h no Dragão do Mar.

 

Eliana Carneiro - intérprete/diretora

Eliana Carneiro é uma intérprete-criadora que transita entre a dança e o teatro com originalidade. Recebeu importantes prêmios em São Paulo por seus solos e encenações. Carioca, escolheu Brasília para sediar a sua Cia Os Buriti Teatro de Dança tendo sua filha Naira como principal parceira. Realizou inúmeros espetáculos e tournes no Brasil e no exterior. Coordena o projeto itinerante Caravana Buriti Arte Educação na Estrada em escolas públicas.

 

Eliana Carneiro teve uma premiada trajetória no universo da dança-teatro como solista nos anos 80. Entre os prêmios recebidos destacam-se  os de “Melhores espetáculos de Dança pela APCA-Associação de Críticos de São Paulo” por seus espetáculos solos Anada e Antígonos, indicação ao “Prêmio Shell Melhor Atriz São Paulo” e “Melhor Atriz” no Festival de Cinema de Brasília pelo curta Feliz Aniversário Urbana de Betse de Paula, dentre outros.

 

É autora e encenadora de vários espetáculos de dança-teatro encenados e premiados no Brasil, com temporadas pelo Brasil e participações em Festivais na Itália, Estados Unidos, Espanha e Portugal.

 

A trajetória de Eliana Carneiro pelo universo da escrita, ilustração e encenação de histórias para crianças começou em 1996 quando formou a cia Os Buriti teatro de dança em Brasília. Nos últimos anos, tem direcionado seu trabalho cênico ao público infantil e juvenil, além de coordenar a Caravana Buriti, Arte Educação na Estrada com a sua filha e parceira Naira Carneiro e a Cia Os Buriti. Recentemente retomou seu trabalho solo com o espetáculo “Imagens do Sagrado-Blima” e dirigiu os espetáculos de circo e ilusionismo “Circênicos Varietê” e “Utopia” para a Cia Circênicos de Brasília.

 

Eliana escreve e ilustra histórias fantásticas e mágicas que nos remetem a mundos simbólicos, multiculturais e arquetípicos. Mas o corpo, a expressividade do gesto, a arte do encontro pelo movimento, sempre conduzem suas pesquisas, inclusive em arte educação como no seu livro “O Pequeno Manual de Corpos e Danças” (Prêmio Klaus Vianna 2006).

 

Dias 13, 14 e 15, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Classificação livre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Espetáculo + Piragem etnográfica do complexo

Coletivo "No barraco da Constância tem!"

 

Teatro, dança, performance, entre outras linguagens, desenham o trabalho do coletivo artístico cearense "No barraco da Constância tem!". Em temporada no Teatro Dragão do Mar, às terças-feiras, apresentam duas cenas: Espetáculo e Piragem Etnográfica do Complexo.

 

Com diferentes linguagens, o coletivo artístico traz momentos cheios de ironia e humor, em que abordam crises criativas, problemas de comunicabilidade com o público, violência e questões éticas que atravessam tanto o artístico como o social. Na primeira cena, “Espetáculo”, o teatro apresenta-se como um ato de exposição e violência: a conturbada relação que os criadores deste trabalho têm com o público, com o fazer teatral, com a própria obra que eles estão apresentando e com eles mesmos.

 

Na segunda cena, “Piragem Etnográfica do Complexo”, dançam, cantam, improvisam; lançam questões sobre o que é a contemporaneidade ou como estão se usando dela, como entidade de forças que movimentam um pequeno grupo de conhecedores.

 

Propositor artístico
“No barraco da Constância tem!” é um coletivo que, desde o ano da sua criação, em 2012, vem se estabelecendo enquanto propositor artístico na cidade de Fortaleza. Com atividades intensas, o grupo é oriundo da junção de pessoas com formações diversas, principalmente nas áreas de Dança e Teatro, mas que também desenvolvem investigações a partir de outras linguagens, como Audiovisual, Circo, Fotografia, Literatura, Música e Performance.

 

Os integrantes são Ariel Volkova, Honório Félix, Tayana Tavares e William Pereira Monte. Unidos por um mesmo propósito de trajeto: o compromisso com a investigação das linguagens, em que seja possível a desconstrução de fronteiras e a construção de hibridações e transversalidades. Na relação arte e público/espectador, explora ficções, encontros, profanações, questionamentos, fruições, catarses, num constante estado de invenção e pesquisa acerca dos diferentes modos de criar.

 

No ano passado, o coletivo teve projeto selecionado no Laboratório de Criação em Pesquisa Teatral, do Porto Iracema das Artes. Sob a tutoria de Gil Giffony -  ator, encenador, produtor e pesquisador nas áreas do teatro, organização da cultura e direitos culturais – desenvolveram projeto em cinco meses de trabalho.

 

 
Ficha técnica completa

 

Espetáculo
Direção: Honório Félix
Dramaturgia e texto: Honório Félix e Paulo José
Interpretação, criação, cenário e figurino: Honório Félix e Tayana Tavares
Maquiagem: Tayana Tavares
Música: Wait until tomorrow, de The Jimi Hendrix Experience, composta por Jimi Hendrix

 

Piragem etnográfica do complexo
Dramaturgia, direção e interpretação: Ariel Volkova, Honório Félix, Tayana Tavares, William Pereira Monte e Wladimir Cavalcante
Música: Ariel Volkova, Honório Félix, Liana Cavalcante, Tayana Tavares, William Pereira Monte e Wladimir Cavalcante
Arranjo e mixagem: Wladimir Cavalcante
Texto: Félix Guattari, Gilles Deleuze e William Pereira Monte
Vídeo: Trio A, de Yvonne Rainer
Colaboração artística: Bio Falcão

 

Dias 3 e 10 de fevereiro, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Classificação 12 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Espetáculo “Diga que você está de acordo!”
Grupo Teatro Máquina

 

Quatro soldados fugidos da 1ª Guerra Mundial e a tentativa de sobrevivência na clandestinidade. Esse é ponto de partida do novo espetáculo do Teatro Máquina, "Diga que você está de acordo!", com roteiro criado a partir dos fragmentos escritos para o Fatzer, por Bertolt Brecht. Ponto de partida, não mote. O novo espetáculo do grupo faz uma abordagem própria ao material brechtiano e cria sua própria versão para um material inacabado.

 

Com direção de Fran Teixeira e tutoria de ator e diretor argentino Guillermo Cacace, o projeto de montagem "Diga que está de acordo!" foi vencedor do Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2013, na modalidade montagem de espetáculo. Selecionado para o Laboratório de Pesquisa Teatral, do Porto Iracema das Artes, o Teatro Máquina contou também com as colaborações de Júlia Sarmento, Michael Wehren, artista alemão do grupo Friendly Fire e Stephane Brodt do Amok Teatro, do Rio de Janeiro. O novo trabalho integra as comemorações de uma década de existência do Teatro Máquina.

 

 

Sinopse

"Diga que você está de acordo!" explora os paradoxos intrínsecos à guerra. Na oportunidade de fugir da 1a Guerra Mundial, quatro soldados alemães se veem confinados na casa de um dos membros, à espera de uma possível revolução. Em meio ao conflito e às condições sigilosas de refugiados, o grupo tenta chegar a um consenso para cada decisão, através do voto, em paródia à formação dos sovietes. Entre as figuras, Fatzer é o egoísta.

 

“Nosso espetáculo não trata apenas de retratar quatro soldados confinados. É muito mais sobre o acordo e sobre o que nos resta. Sobre esse lugar sombrio que revela a natureza, revela o que pensamos termos construído como humanidade, revela o que não podemos entender como homens, o que não queremos saber. Entre quatro paredes e com as gargantas abertas e dirigidas para o público” revela Fran Teixeira, diretora do grupo.

 

O espetáculo reúne fragmentos do Material Fatzer, de Bertolt Brecht, cujos textos foram produzidos entre 1926 e 1931. Nesse trabalho, o material textual desafia o Teatro Máquina a desenvolver uma dramaturgia da cena, explorando a guerra como situação motriz para improvisar e descobrir o que pode expressar os extremos da espera, da violência e da comunicação.

 

A obra conta com os atores Fabiano Veríssimo, Felipe de Paula, Márcio Medeiros, Levy Mota e Loreta Dialla. Assinam a produção Fran Teixeira, Levy Mota e Ana Luiza Rios.

 

 

Teatro Máquina

Com dez anos de existência, o Teatro Máquina traz, em sua veia cênica, a proposta de descortinar a construção teatral. Além dos espetáculos, suas atividades constituem-se de debates, desmontagens, demonstrações técnicas e a oferta de cursos e oficinas.

 

Atualmente, o grupo tem sua sede compartilhada com o Grupo Bagaceira de Teatro, na Casa da Esquina, localizado em Fortaleza, no Bairro de Fátima. Nesse espaço, promovem atividades formativas e o evento mensal Pequenos Trabalhos não são Trabalhos Pequenos.

 

Nas últimas realizações, o grupo circulou com o espetáculo Ivánov pelo Sudeste do País, através do edital BR Distribuidora de Cultura. O projeto Circulação Ivanov Sudeste passou pelas capitais: São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Vitória (ES), com recorde de público (cerca de 1200 pessoas, com casa cheia em todas as cidades). Em 2015 desenvolve projeto de pesquisa pelo Programa Rumos Itaú.

 

Dias 19, 20, 26 e 27, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Classificação: 18 anos (violência e nudez).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO


Foto: Marina Cavalcante

 

O Planetário Rubens de Azevedo é um espaço de entretenimento e formação pedagógica através de caráter transdisciplinar em Astronomia. Ingressos: R$ 8 e R$ 4 (meia).

Sessões:

O ABC do Sistema Solar
Em uma nave imaginária crianças fazem uma viagem pelo Sistema Solar. Durante a viagem elas aprendem sobre a mitologia das constelações e as lendas astronômicas. 30min.

Nos Limites do Oceano Cósmico
Usando o poder da nossa imaginação, viajaremos pelo espaço a uma velocidade próxima a da luz até o limite do universo visível, e com a ajuda do planetário, veremos de perto a nossa galáxia e grupos de galáxias muito distante de nós. Será que o universo tem fim? O que vemos no céu é uma ilusão? Você verá que o universo está em expansão e novas estrelas estão surgindo a todo instante.

Explorando o Universo
Venha se aventurar numa fascinante viagem pelo universo, e com Galileu conheceremos os segredos do céu e suas descobertas científicas para o progresso da ciência. 40min.

Origens da Vida
Mergulhando no desconhecido, e a partir das profundezas do oceano, descobriremos as origens da vida em nosso planeta. Através do tempo e espaço viajaremos até o nascimento das primeiras estrelas. 30min.

 

Sessões às quintas e sextas-feiras:

18h - Explorando o Universo
19h - Nos Limites do Oceano Cósmico
20h - Origens da Vida


Sessões aos sábados e domingos:

17h - ABC do Sistema Solar
18h - Explorando o Universo
19h - Nos Limites do Oceano Cósmico
20h - Origens da Vida

 


Noite das Estrelas

O projeto NOITE DAS ESTRELAS funciona há 8 anos no Planetário Rubens de Azevedo e já recebeu milhares de pessoas entre turistas e público local. Todos os meses, sempre nas noites de Quarto Crescente Lunar, o planetário disponibiliza telescópios ao público em geral para observação astronômica: Crateras da Lua, Planetas, Nebulosas, etc. A participação é gratuita, sempre a partir das 19h. Basta chegar no planetário e entrar na fila. Atenção: se o céu estiver nublado, não haverá observação astronômica, podendo haver também interrupção do programa, entre 19h e 21h, se as condições não estiverem favoráveis à continuação da atividade.

Dias 24 e 25 de fevereiro, às 19h, em frente ao Planetário. Acesso gratuito.

 

Atenção:  É obrigatória a apresentação de documento que comprove o parentesco do responsável com a criança menor de 10 (dez) anos de idade no ato de compra do ingresso de qualquer evento/espetáculo do Centro Dragão do Mar. Esta é uma determinação da Justiça do Estado.

 

 

 

 

 


CINEMA DO DRAGÃO - FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO

 

A programação regular do Cinema do Dragão - Fundação é definida semanalmente, numa parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco e a curadoria adjunta (Salomão Santana e Pedro Azevedo) e pode ser consultada na página do cinema neste site ou no blog www.cinemadodragao.com.br.

 

Informações: 3219.5899
www.dragaodomar.org.br
programacaocinema@dragaodomar.org.br
Twitter: @cinemadodragao
Facebook: Cinema do Dragão-Fundação


Ingressos na Bilheteria do Cinema do Dragão -Fundação R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia). A bilheteria funciona de terça a domingo, das 14 às 22h.

 

 

Agilize a sua entrada! Ao comprar ingresso através do site ingresso.com, imprima o comprovante/ingresso de compra e dirija-se diretamente à entrada do Cinema do Dragão, sem necessitar fazer a troca na bilheteria. É mais prático e rápido. Experimente.

 

 

Também têm direito à meia da meia-entrada, no valor de R$ 3,00, estudantes da Escola Porto Iracema das Artes e da Escola de Artes Thomaz Pompeu Sobrinho e alunos de audiovisual do Centro Cultural Bom Jardim, da UFC, UNIFOR e da Vila das Artes, mediante apresentação de comprovante de matrícula.

 

 

 

 

 

 

 

MÚLTIPLAS LINGUAGENS

 


Sahaja Yoga
O A prática permite que a pessoa se identifique com o seu verdadeiro ser, abandonando os hábitos negativos para a evolução espiritual.
Todas as sextas, às 16h, no Bosque da Praça Verde. Acesso gratuito.

 

Encontro Cearense de Malabares
O encontro reúne jovens iniciantes e profissionais que exercem a prática dos malabares.
Todos os sábados, às 17h, na Praça Almirante Saldanha. Acesso gratuito.

 

5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins
De acordo com a faixa etária dos participantes, o grupo define as atividades de escoteirismo.
Todos os sábados, das 14h às 17h, no Bosque da Praça Verde. Acesso gratuito.

 

Feira Dragão Arte
Feira de artesanato fruto da parceria com Sebrae-CE e Siara-CE.
Todas as sextas, sábados e domingos, das 17h às 22h, ao lado do Espelho D'Água. Acesso gratuito.

 

Brincando e Pintando no Dragão do Mar
Brincadeiras e atividades infantis para todas as idades orientadas por monitores.
Todos os domingos, das 16h às 19h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

Planeta Hip Hop
Grupos promovem exibições de dança e música hip hop.
Todos os sábados, às 19h, na Arena Dragão do Mar.


 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MUSEU DA CULTURA CEARENSE – MCC

 


O Museu da Cultura Cearense é um museu etnográfico que tem como proposta promover a difusão, a fruição e a apropriação do Patrimônio Cultural do Estado do Ceará, aplicando ações museológicas de pesquisa, preservação e comunicação, visando à inclusão e ao desenvolvimento sociocultural.

 

 

Exposições

 

 

 

Exposição "Ulrike Ottinger - Retrospectiva"  

 

 

A Casa de Cultura Alemã da Universidade Federal do Ceará (UFC) e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em colaboração com o Goethe-Institut, realizam a exposição fotográfica ULRIKE OTTINGER: RETROSPECTIVA, que terá abertura no dia 5 de fevereiro de 2015, às 19h30, no Museu da Cultura Cearense, no Dragão do Mar. Por meio de 53 fotografias, a mostra apresenta o trabalho cinematográfico e fotográfico da cineasta e artista alemã contemporânea Ulrike Ottinger.

 

A mostra é uma exposição itinerante do Goethe-Institut, idealizada pela própria artista, em colaboração com Kristina Jaspers, curadora da Deutsche inemathek de Berlim; e Barbara Honrath, à época encarregada da direção do setor de artes plásticas, na matriz do Goethe-Institut, em Munique.  

 

A obra perpassa por diversas disciplinas, desde o surrealismo até a etnologia, da ficção ao documentário. As imagens são divididas nas séries Arquitetura, Theatrum Sacrum, Mongólia, O Cotidiano, Em Frente e Feira. Ao contemplar as fotografias, enxerga-se o íntimo do outro e no outro, o próximo. O olhar de Ulrike Ottinger, entretanto, jamais pretende ser objetivo, tanto que sua subjetividade permanece perceptível em todas as imagens. Assim, registra terror e beleza, alegria e melancolia.

 

As fotografias de Ulrike Ottinger nascem quase sempre em estreita relação com a sua produção cinematográfica. As múltiplas facetas da sua obra se caracterizam por uma linguagem visual própria e muito criativa. Ottinger joga com os nossos padrões de percepção, presumindo que algumas imagens nos fazem pensar que foram elaboradas como extravagâncias inventadas.

 

O mundo natural e  artificial confluem imperceptivelmente em suas fotografias. A realidade e a ficção se convertem um em outro, da mesma maneira que a fotografia e o cinema.  Viajar, filmar e fotografar são as principais atividades de Ulrike Ottinger quando sai ao encontro de pessoas desconhecidas. Das suas imagens não emana uma postura fria e distante, mas sempre uma atitude respeitosa para com as pessoas e situações que ela captura com a sua câmara.

 

Encerramento
A exposição de Ulrike Ottinger fica em cartaz, no Museu da Cultura Cearense, até dia 8 de março, quando será encerrada com programação especial. Aproveitando a data do Dia Internacional da Mulher, será exibido o filme Debaixo da neve (Unter Schnee; Dir.: Ulrike Ottinger, colorido, 108 min, 2010/2011), no mini-auditório do Museu.

 

Sinopse
Na província japonesa de Echigo, o inverno é intenso. Por mais mágica que a paisagem invernal possa parecer, a vida na neve é árdua para os habitantes da região. Ulrike Ottinger observa o modo de vida nos dias atuais, e simultaneamente envia dois atores para uma viagem ao passado da região. Debaixo da neve é um documentário realista sobre uma região e igualmente uma exploração de seus mitos. 

 

Biografia
Ulrike Ottinger nasceu em 1942, em Constança. De 1961 a 1969, viveu como pintora e fotógrafa em Paris, onde também redigiu o seu primeiro roteiro “Die mongolische Doppelschublade" (A gaveta dupla mongol). Em 1969, voltou à Alemanha e em colaboração com o curso de cinema da Universität Konstanz fundou o clube cinematográfico Visuell, que dirigiu até 1972.

 

O primero filme LAOKOON & SÖHNE. DIE GESCHICHTE DER VERWANDLUNG DER ESMERALDA DEL RIO (Laokoon & Filhos. A História da modificação da Esmeralda del Rio), com Tabea Blumenschein como protagonista, nasce nos anos de 1971 até 1973. Como em todos os seus filmes, Ulrike Ottinger era responsável pela direção, câmara, roteiro e produção.

 

Desde 1973, vive em Berlim. Para os seus trabalhos cinematográficos, ela recebeu muitos prêmios, por exemplo, em 1989, o Deutscher Filmpreis (Prêmio Alemão de Cinema)  para o filme Joana d’Arc of Mongolia.  Ulrike Ottinger trabalha também como diretora para teatro e ópera.

 

Os seus filmes e a sua obra fotográfica foram exibidos em várias retrospectivas e exposições, entre outros, na Bienal de Veneza em 1980; em 1980 e 1982, na Cinemathèque Française, Paria; em 2000 e 2004, no Witte de With Center for Contemporary Art, Rotterdam; no Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Barcelona, e na ArtPace Foundation for Contemporary Art, San Antonio; como também no Salzburger Kunstverein, Salzburgo, Áustria.

 

 

Visitação: terça a sexta, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30); sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (com acesso até as 20h30). Gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vaqueiros [Sala 4]

Foto: Marina Cavalcante

Exposição lúdica, de caráter didático, percorre o universo do vaqueiro a partir da ocupação do território cearense pela pecuária até a atualidade. Utiliza cenografia, imagens e objetos ligados ao cotidiano do vaqueiro.

 

Visitação de terça a sexta, das 9h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados das 14h às 21h. Gratuito.

 

 

 

 

 

Agendamento de grupos para visitas às exposições

Núcleo de Ação Educativa

Partindo das especificidades de um museu etnográfico, o Núcleo de Ação Educativa do MCC objetiva formar educadores para atender ao público agendado e espontâneo. Composto por uma equipe multidisciplinar, realiza mediações com as mais variadas temáticas relacionadas à cultura popular trazidas pelas suas exposições.

Mediações
Os educadores do MCC proporcionam três tipos de mediações aos seus visitantes:

  • Mediação simples: mediação rápida, mais orientadora, destinada ao público não agendado e espontâneo. Duração de até 20 min.
  • Mediação ampliada: mediação problematizadora, formadora, que instiga o visitante a refletir de forma crítica sobre a exposição. Duração de até 01h30min.
  • Mediação com oficina: mediação mais prolongada, pois além de ter como ponto central a reflexão, nesta visita atividades de arte-educação são vivenciadas. Por exemplo: teatro de fantoche, desenho, contação de história, roda de conversa e oficinas de acordo com a exposição em cartaz. Duração de até 2hs.

 

O agendamento dos museus do CDMAC pode ser feito de segunda a sexta, das 13h às 18h.
Contato: (85)3488.8604
E-mail: agendamento@dragaodomar.org.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA – MAC

 

 

Exposição Corpo da Obra

 

 

O Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE) apresenta a exposição Corpo da obra e evidencia eixos temáticos que compõem o seu acervo. Uma ação constante na atual política curatorial do Museu é a de proporcionar a visibilidade e o acesso das obras que compõem sua coleção, através de mostras que provoquem reflexão e dinamizem a relação público/obra. Uma dinâmica efetiva dentro dessa metodologia são as oficinas preparadas pela ação educativa do MAC-CE, que potencializam questões conceituais ao estimular percepções e instigar o olhar crítico do participante.

 


A parte de um todo, um pequeno território versus a geografia de uma totalidade, membros de um corpo, o corpo da obra. Metáforas de muitos corpos, corpo que não é corpo, a reinvenção do corpo, fragmentos ou ausência. Nesse contexto, nos apropriamos de diversas linhas e caminhos para apresentar fragmentos da coleção, alguma parte de um todo, alguns caminhos de uma estrada, alguns afluentes de um rio. O conjunto não discute apenas questões relacionadas à poética do corpo, se bifurca por outras searas. O corpo aqui é apenas o alicerce, o estopim para o novo instante.

 


Corpo da obra ocupa o andar superior do MAC-CE e divide-se em quatro partes, em conjuntos que se conectam ediscutem eixos importantes que compõem o acervo do museu. Em Seres ou Coisas, o caráter mágico, os ambientes pós-apocalípticos, sombrios e misteriosos ativam potencialidades além do real; em Método e Construção, articulam-se relações entre o tempo e o espaço, na arquitetura e geometrização da forma; Escritas e Sujeitos ativam processos subjetivos, fluxos narrativos por onde emerge a palavra e a instância do confidencial; já em Corpo da Obra, o corpo é o elo entre a participação, a ausência e o limite.

 


Dessa forma, construímos um corpo articulável entre seres, geometrias e  subjetividades. Um corpo-acervo, um corpo-coleção.

 

 

Visitação: terça a sexta, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30); sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (com acesso até as 20h30). Gratuito.

 

 

 

 

 

Ações Educativas

Mediação a partir dos conteúdos das exposições para público espontâneo e agendado. A equipe é formada por Arte Educadores - universitários multidisciplinares - que desenvolvem ações de mediação com Escolas, Projetos, Universidades, ONGs e demais instituições interessadas em visitar o Museu e conhecer mais sobre Arte Contemporânea.

 

O agendamento dos museus do CDMAC pode ser feito de segunda a sexta, das 13h às 18h.

 

Biblioteca de Artes Visuais Leonilson

Espaço especializado em artes visuais com cerca de dois mil livros nas áreas de Fotografia, Design, Museologia, História da Arte, Arquitetura e Urbanismo, Moda e Arte Contemporânea.

Serviço gratuito, de terça a sexta, das 9h às 18h.

 

 

 

 

 


 



 


 

 

 

CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA

Rua Dragão do Mar 81, Praia de Iracema - CEP: 60060-390 - Fortaleza/CE - CNPJ: 02.455.125/0001-31
Informações gerais: 55 (85) 3488 8600 / 55 (85) 3488 8608