Atenção:  É obrigatória a apresentação de documento que comprove o parentesco do responsável com a criança menor de 10 (dez) anos de idade no ato de compra do ingresso de qualquer evento/espetáculo do Centro Dragão do Mar. Esta é uma determinação da Justiça do Estado.

 

 

 

 

 

LITERATURA

 

 

 

 

 

LANÇAMENTO DE LIVRO
Momentos Apaixonados Escritos em Poesia
De Evandro Ferreira Rodrigues
O lançamento do livro “Momentos Apaixonados Escritos em Poesia” trará para o público fortalezense, principalmente casais de namorados, esposos e esposas, educadores, estudantes, um livro com poemas românticos que retratam vivências e que tocam os corações, desde os mais jovens aos de mais idade. Fazendo com que cada um extraia desse livro aprendizados para o seu dia a dia, no que diz respeito aos diversos tipos de amores. Um livro com poemas leves, apaixonantes e de fácil compreensão.
Dia 20, às 18h, no Auditório. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FEIRA

 

Fuxico no Dragão
DJs, exposição de fotografias de artistas locais e uma feirinha com vinte jovens expositores em design, moda, produtos terapêuticos e gastronômicos agitam as tardes de domingo do Centro Dragão do Mar. O programa perfeito para jogar longe o marasmo dominical.
Dias 7, 14, 21 e 28, das 16h às 20h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PALESTRAS E DEBATES

 

 

 

 

GOLPE DE VISTA #2 - "Fotografia e religiosidades"
Convidados: Alan Uchoa, Chico Gomes e Rodrigo Oliveira

O Programa de Educação Tutorial (PET) Pedagogia/UFC e o Laboratório de Pesquisa Digitais e Imagéticas da Faculdade de Educação/UFC, em parceria com o Dragão do Mar, promovem o segundo encontro do Golpe de Vista, nesta terça-feira, dia 2 de dezembro, às 19h, no Auditório do Dragão do Mar.

 

O evento Golpe de Vista são encontros mensais, em que convidados e público trocam experiências sobre imagem e artes visuais com ênfase na fotografia e seus desdobramentos. A iniciativa objetiva aprimorar os conhecimentos fotográficos de forma coletiva e fomentar fotopasseios mensais e intervenções no formato fotoclubista.

 

Neste segundo encontro, consolidando a ação e sua periodicidade, o assunto abordado será "Fotografia e Religiosidades". Os convidados são os fotógrafos Chico Gomes e Rodrigo Carvalho, com mediação do Professor Dr. José Gerardo Vasconcelos/UFC. A abertura será com o fotógrafo Alan Uchoa na ação “Cartas Abertas”.

 

O “Cartas Abertas" é uma dinâmica onde um fotógrafo convidado expõe um trabalho em construção (work in progress). O intuito é mostrar a produção individual a opiniões, impressões e críticas do grupo coletivo. Uma forma educativa do artista visual  levantar duvidas, inquietações e fomentar o olhar crítico em torno da sua obra e na construção de um portfolio ou ensaio.

Dia 2, às 19h, no Auditório do Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

IV Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais

De 2 a 5 de dezembro, acontece, em Fortaleza, o IV Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais, que, em sua quarta edição, discute o tema "Territorialidades e Negociações", com conferências, mesas-redondas, lançamentos de livros e apresentações culturais. O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura sediará a abertura e o encerramento do evento. Somente terão direito à certificação os inscritos no Seminário, mas o acesso às atividades será livre, mediante a disponibilidade de vagas nos locais.

 

A abertura, no dia 2 de dezembro, às 18h, no Anfiteatro do Dragão do Mar, contará com presença do professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP) José de Souza Martins, para ministrar conferência sobre “A violência reversa do linchamento”. O estudioso falará sobre essas diferentes formas de violência, um segundo tipo de violência autodefensiva, pelo qual a sociedade intenta restaurar os padrões da ordem social rompidos ou ameaçados pela primeira violência, aquela que os motiva.

 

Os demais encontros serão realizados no Departamento de Ciências Sociais e no Centro de Treinamento e Desenvolvimento - CETREDE. Participam renomados pesquisadores na área de violência e conflito, como: Luiz Antônio Machado, professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e líder do Coletivo de Estudos sobre violência e sociabilidade; Michel Misse, professor do Departamento de Sociologia e fundador do Núcleo de Estudos em Cidadania, Conflito e Violência Urbana, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), além dos pesquisadores de instituições de ensino estrangeiras Myriam Jimeno (UNAL-Bogotá/ Colômbia) e Daniel dos Santos (University of Otawa–Canadá).

 

A conferência de encerramento será no Cinema Dragão do Mar – Fundação Joaquim Nabuco, no dia 05 de dezembro, às 19h, com Álvaro Pires, Ph.D. em Criminologia e pesquisador da Universidade de Otawa, e Vera Telles, livre-docente do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo. Os convidados discorrerão sobre “Penas, Ilegalidades e Negociações no Mundo Contemporâneo”.  A mediação ficará por conta do Coordenador do LEV, Prof. César Barreira.

 

 

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

 

Dia 2 – Terça-feira
16h às 18h – Credenciamento // Local: no Espaço Mix do Dragão do Mar

18h – Apresentação do Grupo Capoeira Brasil

18h30min às 19h – Cerimônia de Abertura: Prof. Dr. César Barreira (Presidente do Conselho Deliberativo do LEV e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Sociologia); Prof. Dr. Valmir Lopes (Chefe do Departamento de Ciências Sociais-UFC); Profª. Drª. Vládia Borges (Diretora do Centro de Humanidades-UFC); Prof. Dr. Jesualdo Farias (Reitor da UFC)

19h às 20h30min – Conferência de Abertura: Prof. Dr. José de Souza Martins (USP) // Moderador: Prof. Dr. César Barreira (LEV-UFC) // Local: Anfiteatro do Dragão do Mar

20h30min – Coquetel de Abertura / Lançamento de Livros ao som da Banda Capotes Pretos na Terra Marfim // Local: Arena Dragão do Mar

 

 

 

 

Dia 3 – Quarta-feira
8h às 9h – Credenciamento // Local: Departamento de Ciências Sociais

9h às 11h30 – Mesa Redonda 1: Moralidades, Crime e Violência // Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. Leonardo Sá (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Luiz Antonio Machado (UERJ)
Prof. Dr. Alexandre Werneck (UFRJ)
Prof. Dr. Henrique Carneiro (UFPE)
Prof. Dr. Theophilos Rifiotis (UFSC)
Profª. Drª. Carly Machado (UFRRJ)

14h às 17h30min – Grupos de Trabalho
Local: Salas de aula do Departamento de Ciências Sociais e do CETREDE

18h às 20h30min – Mesa Redonda 2 – Criminalidade e Controle Social // Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. Mauricio Russo (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Arthur Trindade (UnB)
Prof. Dr. Luiz Lourenço (UFBA)
Prof. Dr. Alex Niche (UFRGS)
Prof. Dr. Edmilson Lopes (UFRN)
Profª. Drª. Mariana Possas (UFBA)

 

 

 

 

Dia 4 – Quinta-feira
8h às 9h – Credenciamento // Local: Departamento de Ciências Sociais

9h às 11h30min – Mesa Redonda 3 – Diálogos entre Brasil e Colômbia: fronteiras e violências na América Latina // Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. Luiz Fábio da Silva Paiva (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Jaime Zuluaga (EXTERNADO-Bogotá)
Profª. Drª. Myriam Jimeno (UNAL-Bogotá)
Prof. Dr. Lindomar Albuquerque (UNIFESP)
Prof. Dr. Carlos Zárate (UNAL-Amazônia)

14h às 17h30min – Grupos de Trabalho // Local: Salas de aula do Departamento de Ciências Sociais e do CETREDE

18h às 20h30min – Mesa Redonda 4 – Segurança Pública e Justiça Social // Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Profª. Drª. Celina Lima (LEV-UFC)
Expositores:
Profª. Drª. Rochele Fachinetto (UFRGS)
Profª. Drª. Glaucíria Mota Brasil (UECE)
Prof. Dr. Renato Sérgio de Lima (FBSP, FGV-Direito SP)
Prof. Dr. Eduardo Batitucci (Fundação João Pinheiro)
Profª. Drª. Marisol Reis (UFAC)

 

 

 

Dia 5 – Sexta-feira
8h às 09h00min – Credenciamento // Local: Departamento de Ciências Sociais

9h às 11h30min – Mesa Redonda 5 – Narrativas sobre a Sociologia do Crime no Brasil: pioneiros e fundadores // Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Prof. Dr. César Barreira (LEV-UFC)
Expositores:
Prof. Dr. Michel Misse (UFRJ)
Profª. Drª. Stela Grossi (UnB)
Prof. Dr. Luiz Antonio Machado (UERJ)
Prof. Dr. Roberto Kant de Lima (UFF)

14h às 16h30min – Mesa Redonda 6 – Fluxos e Fronteiras: o legal e o ilegal // Local: Auditório Luiz de Gonzaga, Departamento de Ciências Sociais
Moderador: Profª. Drª. Jânia Perla Diógenes de Aquino (LEV-UFC)
Expositores:
Profª. Drª. Joana Vargas (UFRJ)
Prof. Dr. Arturo Alvarado (El Colegio de México)
Prof. Dr. Daniel dos Santos (University of Ottawa)
Prof. Dr. Antônio Carlos Rafael Barbosa (UFF)
Prof. Dr. Marcos César Alvarez (USP)

19h30min às 21h30min – Conferência de Encerramento - “Penas, Ilegalidades e Negociações no Mundo Contemporâneo”: Prof. Dr. Álvaro Pires (University of Ottawa) e Profª. Drª. Vera Telles (USP) // Local: Cinema do Dragão – Fundação Joaquim Nabuco
Moderador: Prof. Dr. César Barreira (LEV-UFC)

21h45min – Coquetel dançante
Apresentação do Tambor de Crioula Filhos do Sol Discípulos de Mestre Amaral

22h30min – Samba de roda - Rubens Golveia // Local: Arena Dragão do Mar

 

 

De 2 a 5 de dezembro, no Dragão do Mar, Departamento de Ciências Sociais da UFC e Cetrede. Informações: (85) 3366.7425. E-mail: secretariaseminario@lev.ufc.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Brasil: o fim da miséria é só um começo


O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Governo do Ceará e o Instituto Dragão do Mar Cultura convidam para a programação especial "Brasil: o fim da miséria é só um começo" que apresenta de forma multimídia aspectos sobre a superação da fome e da miséria no Brasil e propõe um olhar panorâmico e subjetivo, a partir do debate sobre os significados desta mudança para a sociedade; do caminho feito pela exposição artística que reúne imagens, sons, cores e texturas sobre os filhos deste solo; das lentes atentas do documentário que imergiu no cotidiano e nos sonhos de três famílias de baixa renda e sintetizam alguns dos desafios a serem ainda enfrentadas pelo país.

 

15h – Debate:  Redução da miséria no Brasil, seus sentidos e significados. // Local: Teatro Dragão do Mar
O período recente do país registrou a alteração significativa de indicadores econômicos e sociais. Ocorreu um movimento drástico do ponteiro quando o assunto se refere aos fenômenos da fome e da pobreza. Mais do que mensurar ou localizar onde as mudanças aconteceram é preciso fazer uma discussão mais atenta. Analisar o que significa para a sociedade brasileira estar próximo da superação de problemas antigos, crônicos e que sempre estiveram rodeados de interesses e preconceitos. O que este novo cenário apresenta de oportunidades para a valorização de identidades regionais ou de segmentos populacionais? São concretos os efeitos positivos na infância que esteve exposta às políticas de inclusão social? É sustentável o processo que amplia perspectivas para as juventudes pobres? Acredita-se que é possível dar um salto qualitativo no próximo período em relação ao enfrentamento das desigualdades e essas novas agendas parecem ocupar espaço neste debate.
Tereza Campello | Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Lira Neto | Jornalista e escritor
Daniel Souza |Assessor Especial da Ação da Cidadania
Moderação de Paulo Linhares | Antropólogo e Presidente do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

 

 

18h - Abertura da Exposição Os Filhos deste Solo: olhares sobre o povo brasileiro // Local: Museu da Cultura Cearense
Esta exposição traz olhares atuais e sensíveis de artistas brasileiros sobre as vidas de filhos e filhas deste solo. Personagens e cartas são pontos de partida para pensarmos a ampla diversidade cultural, étnica e regional brasileira.
Curadoria: Carla Joner | Patrocínio: Correios e Caixa | Realização: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

 

 

19h - Pré-estreia nacional do documentário Aqui deste Lugar // Cinema do Dragão do Mar
Nos últimos dez anos, milhões de famílias brasileiras cruzaram a linha da pobreza extrema. Dessa grande história, conheceremos pequenas histórias de famílias espalhadas pelo nosso país-continente que compõem o retrato da transformação do Brasil e da forma como ela afeta cada indivíduo. Esse documentário mostra como as diferentes gerações assimilaram essa mudança e como está formada a família que nasceu sem eletricidade, mas que hoje passa o dia em uma lan house.
Direção e roteiro: Sérgio Machado e Fernando Coimbra | Produção: Caio Gullane, Fabiano Gullane e Debora Ivanov | Produção: Gullane | Patrocínio: Caixa

 

Dia 9, a partir das 15h. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MOSTRA BOM JARDIM

 

 

Promovido pelo Centro Dragão do Mar de Arte em parceria com o Centro Cultural Bom Jardim - dois equipamentos do Instituto Dragão do Mar -, a Mostra Bom Jardim realiza um intercâmbio artístico Bom Jardim-Praia de Iracema. Grupos de teatro, dança, música e demais produtos do Centro Cultural Bom Jardim ocupam os espaços diversos do Dragão do Mar com arte, neste fim de ano. Confira a programação do mês:

 

 

 

 

Grupo Zip Zap [música]

Show “Cantando o Nordeste” faz uma bela homenagem aos compositores nordestinos, entoando suas canções e contando um pouco da história de cada uma delas.

Dia 6, às 19h30, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito.

 

 

 

Andarilhos [teatro]

Companhia de Theatro Arcárdia – Direção: Cintia Alves

A saga emocionante de dois palhaços sob um sol escaldante.

Dia 7, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia). Classificação livre.

 

 

 

Banda Sons de Tudo [música]

Trabalho autoral da banda com mistura de algumas releituras do melhor da MPB.

Dia 13, às 19h30, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito.

 

 

 

 

Paulo Branco - Pérolas [música]

Show “Pérolas” resgata e interpreta grandes nomes e canções da MPB.

Dia 20, às 19h30, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CIRCUITO DE MÚSICA ERUDITA

 

 

Sax in Cena
Fundado em julho de 2006, o Sax in Cena é o primeiro quarteto de saxofone profissional do Estado do Ceará. Com repertório variado, entre clássicos da música erudita e popular, passando por gêneros como choro, frevo, jazz, xote, entre outros, o grupo trabalha com a proposta de formação de plateias, procurando despertar nas mais diferentes faixas etárias o interesse pela música.
Dia 14, às 18h, no Auditório. Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia)

 

 

 

Quarteto Cearense
O Quarteto Cearense é um dos grupos solos da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho e apresenta, todo mês, repertório que vai do barroco ao contemporâneo.
Dia 21, às 18h, no Auditório. Ingressos R$ 4 e R$ 2 (meia).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MÚSICA

 

 

 

 

Fausto Nilo [show musical]

No próximo dia 12 de dezembro, o cantor, compositor, arquiteto e urbanista Fausto Nilo lançará novo disco no Teatro Dragão do Mar. O show de lançamento do CD "Palavras Abandonadas" integra o projeto Fausto Nilo 70 anos, uma homenagem do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura àquele que foi, em parceria com Delberg Ponce de Leon, mentor do seu projeto arquitetônico, além claro de ter grandioso legado profissional, com ricas obras como compositor e arquiteto.
Dia 12, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Gratuito com retirada de ingressos na bilheteria do Dragão do Mar, no dia do show.

 

 

 

 

 

 

NAÇÃO ZUMBI [show musical]
Show de lançamento do álbum “Nação Zumbi” – Realização: Freeelancer Produções
Após o lançamento de Fome de Tudo, em 27 de outubro 2007, álbum de estúdio com as composições inéditas mais recentes até então, muitas foram as correrias. Shows em vários cantos do país, culminando com a histórica apresentação no Marco Zero, que gerou Ao Vivo no Recife, em CD e DVD, em 2012. A Nação Zumbi continuou a se espalhar em profícuos projetos paralelos e nunca ficou no mesmo lugar.

 

Era grande a expectativa de saber onde aterrissaria o passo seguinte da banda. Foi aqui: Nação Zumbi (slap/Natura Musical), décimo álbum da carreira (contando os discos ao vivo e os primeiros, assinados por Chico Science & Nação Zumbi). Ele foi produzido por Berna Ceppas e Kassin. Ambos são amigos da banda há tempos e chegaram a trabalhar juntos anteriormente. Aqui, além da produção, participam de algumas faixas com diversos synths e programações agregados àquele peculiar som de uma tonelada, que o sexteto consegue emitir.

 

“Cicatriz”, primeira faixa a ser apresentada ao público (ela pôde ser baixada no site da Natura Musical desde 25 de fevereiro), abre o novo trabalho. Entre o iê-iê-iê e o bolero pós-moderno, com a guitarra de Lucio Maia por vezes entoando surf music de algum deserto, comprova a vontade da banda em não se ater a modelos consagrados. Mais lenta e uma das melhores do álbum, “Bala Perdida” chega na sequência com o baixo marcante de Dengue e uma letra inspiradíssima – uma crônica que narra o quase encontro com um projétil.

 

“Defeito Perfeito”, canção de letra ultrarrealista, parte do reggae com zumbidos eletrônicos, comprovando um certo ecletismo ao longo da audição. Marisa Monte faz uma bela parceria com Jorge du Peixe, de voz e peito aberto em “A Melhor Hora da Praia”, acompanhados de um classudo naipe de cordas com arcos. A lista de convidados especiais ainda inclui o tecladista norte-americano Money Mark, parceiro antigo da Nação Zumbi, e o co-produtor de Fome de Tudo – o brasileiro radicado nos EUA Mario Caldato, Jr. – na mixagem de algumas faixas. O álbum Nação Zumbi ainda traz as vozes de Lula Lira (filha de Chico Science e cantora do projeto Afrobombas, encabeçado por Jorge du Peixe) e Laya Lopes (cantora da banda O Jardim das Horas).

 

O intervalo entre os álbuns foi mais do que salutar para a banda. Nação Zumbi conta com canções como “Um Sonho”, que habita um patamar bem acima das costumeiras músicas românticas, confundindo a lógica. Na mesma pegada vem “Nunca Te Vi”, uma espécie de insight recorrente sobre amores idealizados que caminha para uma psicodélica sonora. “Não entendo muito bem quando querem definir a unidade de um disco”, du Peixe discorre sobre uma medida para lá de arbitrária. “Aqui são onze faixas como se fossem onze capítulos diferentes de um livro”, ele completa. Assim, episódios mais introspectivos, como “Novas Auroras” e as “saudades do que nem foi” – uma investigação do tempo e seus ardis, marcada por vários timbres de guitarras – convivem com o rock que invita à dança e ao jogo de palavras de “Cuidado”, a belíssima “Foi de Amor”, e “Pegando Fogo”, que fecha o disco com uma guitarra nervosa junto com a familiar tonelada sonora fornecida por Toca Ogan (percussão), Gilmar Bola 8 (tambor) e Pupillo (bateria). Nação Zumbi agrega todos os elementos que tornou a banda uma das mais respeitadas e influentes desde a década de 90.

 

Dia 6, às 21h, na Praça Verde. Ingressos: FrontStage: R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia). Pista: R$ 60 (inteira) e R$ 30,00 (meia) + R$ 2,00 (taxa administrativa).

 

Vendas: Bilheteria do Dragão do Mar (de terça a domingo, das 14 às 20h) e quiosque da Bilheteria Virtual no Shopping Del Paseo – 3º piso. Site: www.bilheteriavirtual.com.br. Informações: 3261.0665 .

 

 

 

 

 

 

 

 

BIOHAZARD (EUA) [Noites Ponto.CE]
Realização: Empire e Balta Som & Luz - Abertura: banda Alma
O festival Ponto.CE apresenta Noites Ponto.CE com Biohazard (EUA), pela primeira vez em Fortaleza, no dia 12 de dezembro, no Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Um dos maiores ícones da música mundial, o Biohazard surgiu em 1988 no Brooklyn em Nova Iorque e foi uma das pioneiras a unir o rap com o hardcore e todas as influências dos seus integrantes. A banda se caracteriza por incorporar fortemente nas letras as questões relacionadas à consciência política e social. O projeto Noites Ponto.CE faz parte da série de ações que irão movimentar o festival até a chegada da edição de 2015. 


Dia 12, às 20h, no Anfiteatro. Ingressos: R$ 55 (primeiro lote). Informações: 3021-7186

 

Vendas: Loja Parada do Rock (Galeria Pedro Jorge, 1º Andar)
Nordwest Camisetas (Shopping Benfica)
Konibaa Temakeria (Av. Julio Abreu 160, cont. da Dom Luis)
Bilheteria Virtual (Loja Del Paseo - Vendas no cartão de crédito.
Bilheteria do Dragão do Mar.
Vendas online: 
http://www.bilheteriavirtual.com.br/detalhes-evento.php?eve_cod=877

 

 

 

 

 

 

 

 

Biquíni Cavadão e Uns e Outros [Dragão Pop Music]
Realização: Stallos Produções
O Dragão Pop Music fecha o ano com uma edição mais que especial: Biquíni Cavadão e Uns e Outros na Praça Verde do Centro Dragão do Mar. Como sempre os shows do Biquíni Cavadão são memoráveis em Fortaleza, esse também promete ficar pra sempre na memória.

 

 Dia 13, às 21h, na Praça Verde. Ingressos: Pista: R$ 45 (meia) / Inteira: R$ 90 - Front: R$ 65 (meia) / Inteira: R$ 130. Mais informações: (85) 3035.9996.

 

Vendas:
- www.bilheteriavirtual.com
- Quiosque da Bilheteria Virtual (Shopping Del Paseo – 3º Piso)
- Bilheteria do Centro Dragão do Mar (terça a domingo, das 14h às 20h)

 

 

 

 

 

 

 

XVII VIRTUOSI SE DIVIDE ENTRE PERNAMBUCO, PARAÍBA, CEARÁ E PARÁ
O Ministério da Cultura e o BNDES apresentam o XVII VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco que, pelo quinto ano consecutivo, acontece em diferentes localidades além do Recife. De 07 a 14 de dezembro, o festival, que dedica esta edição aos 150 anos do nascimento do grande compositor RICHARD STRAUSS, mantém a tradição de trazer grandes nomes internacionais. Neste ano, o evento se divide entre o Recife, Olinda, João Pessoa, Campina Grande, Fortaleza e Belém.

 

FORTALEZA – O violoncelista Leonardo Altino será a atração da etapa do festival Virtuosi em Fortaleza no dia 14 de dezembro às 20h no Centro Cultural Dragão do Mar. Primeiro Prêmio no Concurso Internacional de Violoncelo de Viña Del Mar/Chile, Leonardo foi solista das principais orquestras brasileiras assim como da Sinfônica do Chile e Sinfônica de Bogotá, entre outras.

Dia 14, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

Fórum Harmônicas Brasil


Blues, rock, jazz, country, MPB, samba, tango, reggae, gospel, erudito, bossa nova, chorinho, xote, baião. Esses e muitos outros estilos podem ter o som da harmônica de boca – a popular gaita. O instrumento será a grande estrela musical de dezembro em Fortaleza, com a nona edição do Fórum Harmônicas Brasil, no anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura de 19 a 21 de dezembro de 2014.

 

Cinco shows vão animar as três noites do Fórum Harmônicas Brasil 2013. As atrações são Raquel Ingredy (CE), Thiago Cerveira (SP), Di Lennon Ribeiro (CE), Marcelo Naves (SP) e Gabril Grossi (RJ).

 

O Fórum Harmônicas Brasil é o único evento com esse formato em todo o País e está nos calendários oficiais do Estado do Ceará e do Município de Fortaleza. E, entre as atividades, inclui cursos gratuitos para iniciantes e iniciados na gaita.


PARTICIPAÇÕES

 

Raquel Ingredy - Jovem, mulher, nordestina. Raquel Ingredy concilia o prazer de fazer música com o desafio de romper obstáculos. E tem dado mostras no cenário artístico de Fortaleza do quanto é possível alcançar com talento e empenho. Começou a brincar com gaitas aos 4 anos de idade, encantada pelo pai, o auditor Gabriel Vale, e hoje ostenta um currículo no qual expõe experiências com bandas como Remember Beatles e Luisinho Magalhães e com formações de forró, além com nomes como o pianista Felipe Adjafre e os saxofonistas João Sena e Ivanildo. Raquel não se limita a um só gênero, trabalhando repertório que vai de Luiz Gonzaga a Elvis Presley, de Caetano Veloso e Pixinguinha.

 

Thiago Cerveira - Gaistista e guitarrista, Thiago Cerveira já gravou com artistas como Belchior, Viper, Nuno Mindelis, Vega, Zuzo Moussawer, Pholhas, Babi e a legendária Double Trouble, banda que acompanhava o bluesman norte-americano Stevie Ray Vaughan. Desenvolve atualmente trabalho com trio de música instrumental, no qual toca os dois instrumentos simultaneamente, adaptando na gaita temas de jazz e música brasileira contemporânea, sendo um dos pioneiros no país na técnica de cromatismo na gaita diatônica. A execução simultânea da gaita e guitarra proporciona resultados harmônicos e melódicos muito peculiares, dado a interação que se dá entre eles no comando do músico.

 

Di Lennon Ribeiro - Gaitista, violista e arte-educador, Di Lennon Ribeiro é um parceiro de primeira hora do Fórum Harmônicas Brasil. Responde por ações didáticas do evento, tendo ministrado oficinas para crianças e adolescentes em diferentes edições do evento e em municípios como Eusébio e Cascavel. Também já dividiu palco com bandas locais, como De Blues em Quando, Blues Label e com gaitistas como Benevides Chireia Jr. (PR) e Robson Fernandes (SP). Atua também como luthier, assegurando serviços de qualidade em manutenção e preparação de gaitas, além de ministrar aulas particulares de harmônica diatônica e cromática.

 

Marcelo Naves - Representante da vertentes de músicos brasileiros que se dedicam a explorar a sonoridade do blues da região Mississippi, Marcelo Naves construiu um repertório que permite ao público uma autêntica turnê pelas origens do gênero norte-americano. E mais: mistura músicas próprias com clássicos de artistas referenciais, como Little Walter, Muddy Waters e Robert Johnson. O resultado tem sido muito aplaudido em "Conseguimos um bom equilíbrio entre nossas versões para os clássicos e o que normalmente estas músicas pede. Nosso trabalho tem sido bastante reconhecido e o CD, gravado ao vivo, captou a atmosfera de nosso show", comemora Naves.

 

Gabriel Grossi - É considerado um dos maiores representantes da harmônica no mundo. Além de carreira solo, integra desde 2005 o Hamilton de Holanda Quinteto, conjunto vencedor do prêmio Tim 2007 e finalista do Grammy Latino por duas vezes consecutivas. Participou de turnês com o saudoso clarinetista Paulo Moura, com quem atuou de 2003 até seu falecimento, e das cantoras Zélia Duncan e Beth Carvalho, com as quais gravou CDs e DVDs. Seu disco de estréia, "Diz Que Fui Por Aí", recebeu elogios pela concepção musical, composição e arranjos. O segundo, "Afinidade" (em duo com o violonista Marco Pereira), e o terceiro, "Arapuca", também conquistaram crítica e o público, mostrando que é possível aliar a tradição da música instrumental com o gosto popular. Gabriel Grossi já soma oito discos lançados, além de gravações e shows com nomes como Hermeto Pascoal, Chico Buarque, Ivan Lins, Leila Pinheiro, João Donato, Dave Matthews, Guinga, Lenine, Djavan, Milton Nascimento, Dominguinhos, Maria Bethânia e Ney Matogrosso.

 

 

 

Shows

 

Sexta (19), a partir das 21h

> Di Lennon Ribeiro, com De Blues em Quando

> Marcelo Naves, com De Blues em Quando 

 

 

Sábado (20), a partir das 21h

> Raquel Ingredy, com Miquéias dos Santos (baixo), Tito Freitas (teclado) e Enos Moura (bateria)

> Thiago Cerveira, com Miquéias dos Santos (baixo) e Enos Moura (bateria)

 

 

Domingo (21), a partir das 20h

> Ciro Rojo

> Gabriel Grossi, com Cainã Cavalcante (violão)

 

 

Workshops

Sábado (21), a partir das 9h

> Marcelo Naves - Gaita Chicago Blues

> Thiago Cerveira - Gaita no Jazz (overbends)


Dias 19 e 20, às 21h e dia 21, às 20h, no Anfiteatro. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

Spok Frevo Orquestra + Beatles in Concert (Orquestra Filarmônica do Ceará)

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura entra no clima leve e alegre das férias, celebrando em dezembro e janeiro um novo ciclo temático: "Férias no Dragão – A vida em um novo ritmo". Para marcar o início desse momento ao qual se soma ainda a conclusão da maior parte das obras de reforma do Dragão do Mar, duas orquestras nada convencionais prometem uma festa daquelas. A Spok Frevo Orquestra e o especial "Beatles in Concert", da Orquestra Filarmônica do Ceará, vão esquentar pés e corações em show gratuito, às 19h30, na próxima terça-feira (23), na Praça Verde do Dragão. Não é preciso retirar ingresso.

 

 

Da esquerda para a direita: Spok Frevo Orquestra e Orquestra Filarmônica do Ceará

 

Quem começa entoando os acordes na Praça é a Orquestra Filarmônica do Ceará com um dos maiores sucessos de público do Centro Dragão do Mar no início deste ano, o show “Beatles in Concert”. Agora em maior dimensão, serão 40 artistas no palco, entre os instrumentistas da orquestra e músicos convidados, como a banda Rubber Soul, Saulo Carvalho, Ricardo Diamante, Carol Damasceno, Tarcísio Sardinha, o tenor Ricardo Máximo etc. “Músicos de renome da cena local vão acompanhar a Orquestra em arranjos inovadores para as músicas dos Beatles. Vamos passear pelos principais hits da banda em uma hora e meia de show”, define o maestro Gladson Carvalho.

 


Depois do “Beatles in Concert”, é a vez da Spok Frevo Orquestra adiantar o Carnaval de Olinda todo para a Praça Verde.  O tradicional e secular ritmo do frevo, aclamado por multidões e patrimônio cultural do Brasil, é repaginado pela SpokFrevo Orquestra com uma pegada jazzística e tons contemporâneos, num impressionante resultado musical. Sob a batuta de Inaldo Cavalcante de Albuquerque, o maestro Spok - saxofonista, arranjador e diretor musical – a big band pernambucana de 17 músicos lança seu segundo álbum, o inédito Ninho de Vespa. O projeto foi contemplado na seleção pública do Petrobras Cultural.

 


“A concepção para o álbum começou quando vários compositores espontaneamente enxergaram no trabalho da SpokFrevo Orquestra a possibilidade de ver gravado, numa roupagem interessante, alguns frevos que criaram, nessa nossa formação que deixa a música como protagonista e o solista em evidência. Assim, fomos agregando tantos grandes parceiros como Nelson Aires, Beto Ortis, Jovino, por exemplo”, comenta o maestro Spok.

Dia 23 de dezembro, às 19h30, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DANÇA

 

 

 

Ciranda da terra
Espetáculo do 1º ano do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes
Ciranda buscou inspiração nos mitos do folclore brasileiro, mergulhando no universo das culturas populares e trazendo referências estéticas e imagéticas a partir de uma pesquisa realizada pelos alunos. Dessa aproximação, elaboraram-se experiências de dança que se configuraram em elementos de criação, dando corpo às nossas reinvenções desse universo.

 

A nossa ciranda convida Iara, Vitoria Régia e Boitata, evocando-os como referências criativas, transformando-os em outros possíveis mitos criados pelo universo imaginário dos alunos. Na nossa roda, entra a cidade e a natureza, e no girar, tudo se mistura. Surge assim a nossa dança, do que a terra dá e do que, com ela, reinventamos.

 

 

Ficha técnica
Coordenação Geral: Ernesto Gadelha
Direção coreográfica: Rosa Ana Druot
Professores assistentes: Amanda Teixeira, Hans Müller
Trilha Sonora: Uakti,
Iluminação: Fábio Oliveira
Registro videográfico: Eudes
Fotografia: Anderson Damasceno

Dias 4 e 5, às 16h, no Teatro Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação livre.

 

 

 

 

 

 

 

 

Primavera
Espetáculo do 3º ano do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes
Tempo de aflorar. É a própria vida que chama para se viver. Vidas plurais, de cores, movimentos, afetos e amores. Vidas de muitos, de pesos e levezas, quedas e flutuações, vagarezas e acelerações. Primaveril é, antes de tudo, um jeito de estar no mundo, aberto, vibrátil para tudo aquilo que pulsa ao redor e se faz gesto no corpo de cada um. Estações. Humores, plenitudes, vazios, inércias e dinâmicas, de si e do outro. Primaveris. Entre o ímpeto de voar e a gravidade do existir, nós no mundo.

 

Ficha técnica
Coordenação Geral: Ernesto Gadelha
Direção coreográfica: Edvan Monteiro
Professores assistentes: Dandara Mattos, Gizele Patrício, Silvana Marques
Figurino: Marina Carleial
Iluminação: Fábio Oliveira
Registro videográfico: Eudes
Fotografia: Anderson Damasceno
Design e Concepção Gráfica: Leandro Ferreira

Dias 3, 4 e 5, às 19h30, no Teatro Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação livre.

 

 

 

 

 

 

 

 

Espetáculo “Histórias de Acordar o Amanhã” [dança]
Cia. Vidança
Aqui era tudo salina, antigamente... Era uma época que tinha ainda barro de sal. Ficavam morros de sal por aqui e ali... Na medida em que os morros iam se desmanchando, se ia vendo as casas aparecendo aqui e ali. O tempo das salinas...



Dez filhos, sem marido – meu pai tinha se ido – e ela costurando sempre, dia e noite... Antes, quando eu ia dormir escutava as coisas bêbadas de meu pai...De noite minha avó me contava que ia ver a roda de cantiga no mato...Era tarde da noite, a gente só vendo mata e lua...Aquele pedaço de terra perto do mar...Lembro que ela contava de uma enchente... A enchente levou nossas casas, tudo... Então nós vimos para cá...



Ficha técnica:
Direção Geral e Concepção: Anália Timbó
Acessória pedagógica e Dramaturgia: Ângela Linhares
Coreografia: Anália Timbó,  Elisilene Mesquita, Socorro Timbó e Vanda Januario.
Ensaiadores: Anália Timbó, Elisilene Mesquita, Socorro Timbó,
Criação de figurinos, Adereços e Cenário: Anália Timbó
Confecção dos Figurinos: "Retalhos da Vida" Alex Gomes e Mirian Gomes
Criação de Luz: Samir Kassouf
Oficinas de danças dramáticas: Ermeson Dias
Bailarinos intérpretes: Ana Paula, Aliny Kelly, Barbara Araujo, Carol Santos, Elisilene Mesquita, Evelin Pereira, Elane Suelem,  Fernanda Karoline, Fabyan Laurino, Gilmar Oliveira, Gilclecio Sales, Leonardo Justino, Laiza Torres, Socorro Timbó,  Kauane Oliveira, Suziane Gomes, Samyra Gomes, Vanda Januario, Vitoria Eduarda, Williany Dantas.


Dias 6 e 7, às 19h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Classificação livre.

 

 

 

 

 

 

 

Espetáculo “Ver Hiems”
Daniel Lessa Ballet apresenta o ballet Ver Hiems que recebe o título baseado na maneira primitiva de se dividir as estações do ano na antiguidade ocidental. Nos primórdios “Ver” em latin designava o período quente e “Hiems” as estações de clima frio, sem a rígida preocupação das subdivisões que encontramos hoje. Com música de Antonio Vivaldi (1678-1741) o ballet segue um tratamento abstrato em sua composição coreográfica aliada à técnica clássica. No mesmo programa será apresentado também o Grand Pas do Ballet Dom Quixote, baseado no original de Marius Petipa (1818-1910).

Dias 17 e 18, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 50 e R$ 25 (meia). Classificação livre.

 

 

 

 

 

 

 

 

Espetáculo “Tessituras: uma composição para Balanchine”
Estúdio Terpsícore – Direção: Júlia Cândida
Espetáculo com dois atos e seis cenas, inspirado na obra do coreógrafo George Balanchine (1907-1996). No primeiro ato, são apresentados solos de balé, além de uma composição coreográfica elaborada a partir do gestual de caratecas. No segundo ato, o espectador assiste a cenas montadas com base na coreografia de Balanchine, particularmente do espetáculo "Who cares?", de 1970.

Dias 19, 20 e 21, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Classificação livre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FESTIVAIS

 

Eco Arte Cultura 2014
O Instituto Hidroambiental de Águas do Brasil – IHAB, através de sua missão de estimular, promover e divulgar o conhecimento técnico-científico sobre água, meio ambiente e conscientizar a sociedade da importância de proteger e usar racionalmente os recursos naturais promove ligação entre meio ambiente e cultura com a realização da sétima edição do Eco Arte Cultura.

 

O evento é destinado à divulgação de trabalhos artísticos e pedagógicos que tratam as questões ambientais. Entre os dias 19 e 21 de dezembro de 2014, na Praça Verde do Centro Cultural Dragão do Mar ocorrerão exposições de fotografia, artes plásticas, feira de artesanatos, produtos e ações culturais, exibições de vídeos, espetáculos de dança, teatro e shows musicais com livre acesso para a população. O objetivo é educar de forma lúdica sobre as questões ambientais, incentivando a preservação dos recursos naturais e promovendo a cultura. Serão selecionados projetos artísticos e pedagógicos nas áreas de: literatura, dança, teatro, artes visuais, música, audiovisual e artesanato.

 

O Eco Arte Cultura 2014 selecionará trabalhos artísticos e pedagógicos de artistas, entidades e grupos cearenses. Também serão convidados artistas nacionais que tenham em seu trabalho o tema natureza. Toda a equipe será contratada no Ceará, gerando trabalho e renda diretamente para 192 pessoas e indiretamente para 240 pessoas.

 

Dias 19, 20 e 21, às 17h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

 

 

 

 

 

 

Festival Cearense de Hip Hop – FCH2
O Instituto de Dança, Arte, Cultura e Educação – IDANCE em parceria com o Governo do Estado do Ceará / SECULT e a COELCE realizam mais uma edição do Festival Cearense de Hip Hop, direcionando suas ações para o fortalecimento e valorização das Danças Urbanas.

 

Em sua quarta edição o FESTIVAL CEARENSE DE HIP HOP vem conquistando o público participante e hoje tem se tornado uma referência em nosso estado como maior evento voltado exclusivamente para as danças urbanas no nordeste Brasileiro com repercussão no País inteiro.

 

O evento prevê a realização de Workshops, Showcases e Apresentações de Dança na modalidade Competitiva e Mostra livre. Esta ação propõe o fortalecimento das danças urbanas no Ceará apresentando uma programação que permite o diálogo entre dançarinos, coreógrafos e grupos oriundos de diversas localidades, proporcionando um momento único de fruição e intercâmbio cultural.

 

Além de promover esta grande confraternização, o evento oferece a qualificação profissional dos participantes com artistas renomados do Brasil e do mundo. Confira a programação completa através do site www.fch2.com.br. e curta a Fan Page no FACEBOOK. Festival Cearense de Hip Hop.

 

COMPETIÇÕES DE DANÇA – Nas modalidades Freestyle, Breaking e Popping. Os Grupos vencedores recebem uma premiação em dinheiro além de participar do programa de residência artística nos maiores eventos de Hip Hop do País;

 

MOSTRAS LIVRES de Dança Hip Hop - Apresentações de dança não competitivas, um espaço para os grupos de dança apresentarem os seus trabalhos artísticos. Estes acontecem nos palcos principais e palcos das intervenções urbanas.

 

PALCO SUNSET – Palcos montados nos principais cartões postais da Cidade para realização das intervenções urbanas contracenando com o pôr do sol da nossa belíssima capital.

 

Dias 5, 6 e 7, a partir das 9h, em vários espaços do Dragão. Confira a programação completa: http://fch2.com.br/. Acesso gratuito

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MOSTRA ALUMBRAMENTO

De 11 a 17 de dezembro, o Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco recebe a Mostra Alumbramento. Contemplado pelos Editais Culturais 2013, do Instituto Dragão do Mar, e realizada pela AguaBoa Cultural (produtora da Mostra de Cinema do Iguatu), o evento exibirá, durante seis dias, 35 filmes (15 inéditos na cidade), entre longas e curtas.

Sempre com um bate-papo após a projeção, os filmes estão divididos em sessões de caráter retrospectivo, inéditos, filmes convidados, uma sessão surpresa e a exibição de filmes diários feitos por Ivo Lopes Araújo. Além da programação no cinema teremos debates com especialistas e encontros com os realizadores para conversar sobre produção e novas formas de realização.

Cineastas de outros estados participarão da mostra com filmes em que integrantes do Alumbramento trabalharam como técnicos, como o ainda inédito na cidade, Brasil s/a, do pernambucano Marcelo Pedroso; Girimunho, de Clarissa Campolina e Helvécio Marins; O Uivo da Gaita, de Bruno Safadi; Sem Coração, de Tião e Nara Normande; e Sobre Abismo, de André Brasil. Outro convidado para mostra é o pesquisador e professor do Rio de Janeiro Hernani Heffner, que participará de um debate junto com o realizador e professor local Alexandre Veras para discutir formação, novas formas de distribuição, preservação e políticas públicas, pensando na produção independente atual no cinema brasileiro.

Dentre os filmes produzidos pela produtora cearense Alumbramento, se destacam a primeira exibição na cidade dos filmes Com Os Punhos Cerrados (que estreou no Festival de Locarno desse ano), A Misteriosa Morte de Pérola (ganhou prêmio de melhor filme do júri da crítica no Janela Internacional de Recife), O Rio nos Pertence (Rotterdam) e O Fim de Uma Era (Festival do Rio).

Durante a mostra retrospectiva, o público vai poder acompanhar filmes importantes na trajetória da produtora como: Estrada Para Ythaca, Sábado à Noite, Os Monstros, Linz, Praia do Futuro(2008) e Doce Amianto.

A Mostra Alumbramento tem parceria com a Vila das Artes e apoio do Hotel Sonata.

 

Sobre a Alumbramento

A produtora Alumbramento surgiu no ano de 2006, reunindo um grupo de jovens artistas em Fortaleza que compartilhavam o desejo de produzir arte em diálogo com as mais diversas linguagens e colocar como questão central a produção criativa de imagens no cinema e nas artes visuais. Nesses oito anos de trajetória, a Alumbramento produziu mais de 30 curtas e 12 longas, envolvendo várias parcerias e ajudando a consolidar o Ceará como um dos estados mais produtivos no cenário atual do cinema brasileiro.

Mostras como essa, reunindo o trabalho da Alumbramento, já aconteceram no Peru, na Cinemateca Francesa e em Belo Horizonte. Essa é a primeira vez que o trabalho da produtora será exibido de forma conjunta na cidade de Fortaleza, sede do grupo e cenário inspirador de vários filmes da produtora.

 

 

Programação Mostra Alumbramento  

Quinta - 11/12
15:30 // Sessão Retrospectiva Alumbramento – Miúdos de Pedro Diógenes e Sábado a Noite de Ivo Lopes Araujo
17:00 // Sessão Convidados – Biquíni Paraiso de Samuel Brasileiro; Cloro de Marcelo Grabowsky; Tribuna de Honra de de Aline Portugal, Julia De Simone, Marcelo Grabowski e Ricardo Pretti; Sobre o Abismo de André Brasil; Sem Coração de Nara Normande e Tião;
19:30 // Sessão Estreia Alumbramento – Com Os Punhos Cerradosde Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti – debate com os realizadores após a sessão.

 

Sexta - 12/12
15:30 // Sessão Retrospectiva Alumbramento – O Rumo de Luiz e Ricardo Pretti e Diários de Ivo Lopes Araújo
17:00 // Sessão Convidado – Romance de Formação de Julia De Simone - debate com a realizadora após a sessão.
19:30 // Sessão Estreia Alumbramento – Odete de Luiz Pretti, Clarissa Campolina e Ivo Lopes; O Porto de Luiz e Ricardo Pretti, Julia de Simone e Clarissa Campolina; Fim de Semana de Ivo Lopes e Pedro Diógenes; Não Estamos Sonhando de Luiz Pretti; debate com os realizadores após a sessão.

 

Sábado - 13/12
15:30 // Sessão Retrospectiva Alumbramento – Desassossego: fragmento Alumbramento de Ivo Lopes Araújo e Doce Amianto de Guto Parente e Uirá dos Reis.
17:00 // Sessão Convidado – O Uivo da Gaita de Bruno Safadi - debate com o realizador após a sessão.
19:30 // Sessão Estreia Alumbramento – O Rio Nos Pertencede Ricardo Pretti - debate com o realizador após a sessão.

 

Domingo - 14/12
15:30 // Sessão Retrospectiva Alumbramento – Longa Vida ao Cinema Cearense dos Irmãos Pretti e Estrada Para Ythaca de Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti.
17:00 // Sessão Convidado – Brasil s/a de Marcelo Pedroso - debate com o realizador apos a sessão.
19:30 // Sessão Estreia Alumbramento – O Fim de uma Era de Bruno Safadi e Ricardo Pretti - debate com os realizadores após a sessão.

 

Segunda - 15/12
Programação na Vila das Artes:
14:00  // Auditório: Encontro entre realizadores - os filmes que os diretores desejam fazer e o cinema que desejam ver.
19:00 // Casa do Barão: Mesa com Alexandre Veras e Hernani Heffner - Cinema Brasileiro Contemporâneo: da formação a preservação

 

Terça - 16/12
15:30 // Sessão Retrospectiva Alumbramento – Flash Happy Society de Guto Parente e Os Monstros de Guto Parente, Ricardo Pretti, Pedro Diógenes e Luiz Pretti.
17:00 // Sessão Retrospectiva/Convidado: Praia do Futuro – Um filme em episódios (2008) direção coletiva. Debate com Hugo Pierot.
19:30 Sessão Estreia Alumbramento – A Misteriosa Morte de Pérola de Guto Parente e Ticiana Augusto Lima - debate com o realizador após a sessão.

 

Quarta - 17/12

15:30 // Sessão Retrospectiva Alumbramento – Às vezes é mais importante lavar a pia do que a louça (sabiaguaba) dos Irmãos Pretti e Linz de Alexandre Veras
17:00 // Sessão Convidado – Girimunho de Clarissa Campolina e Helvécio Marins - debate com a realizadora após a sessão.
19:30 Encerramento – Sessão Surpresa.

* durante os dias da mostra ficará em cartaz no site www.alumbramento.com.br os curtas FILME SELVAGEM de Pedro Diogenes e OS ÚLTIMOS RAIOS DE SOL de Luiz Pretti.

 


De 11 a 17 de dezembro, no Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco. Ingressos: R$ 2 e R$ 1 (meia).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VIII For Rainbow

Um dos mais importantes espaços de debate e difusão da cultura LGBT, o VIII For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual será realizado entre os dias 28 de novembro e 4 de dezembro no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Toda a programação do evento tem entrada gratuita.

 

Por meio da exibição de filmes relacionados a temáticas LGBT, o For Rainbow promove o respeito à pluralidade sexual e de gênero. O festival também oferece eventos paralelos como oficinas de realização audiovisual e apresentações de teatro, música e dança.

 

A oitava edição vai trazer 7 longas metragens e 18 curtas para serem exibidos em sua Mostra Competitiva Internacional, selecionados por uma curadoria composta pela atriz e dramaturga Paula Lice, pelo programador do Cinema do Dragão, Salomão Santana, e pelo cineasta Leandro Tadashi. Os longas selecionados são produções de cineastas da Austrália, Argentina, Holanda e Brasil, entre outros países. Ao todo, 225 trabalhos foram inscritos nesta edição.

 

Realizado anualmente desde 2007 como uma iniciativa de conscientização e contraponto à discriminação sexual na sociedade cearense, o For Rainbow tem como diretora executiva e principal idealizadora a jornalista e cineasta Veronica Guedes. Ela ressalta que Fortaleza é uma cidade dividida entre a homofobia e a aceitação: “Aqui vivemos um apartheid. Ao mesmo tempo em que a cidade é campeã de homofobia, é um dos principais destinos turísticos LGBT do Brasil”.

 

Segundo Veronica, a escolha do Cinema como principal veículo artístico do festival foi motivada pelo caráter agregador e coletivo da experiência. Os filmes permitem abordar de forma positiva e sob uma infinidade de olhares todo o universo de questões relacionadas à diversidade sexual.

 

Com uma média de 5 mil pessoas por ano, o For Rainbow tem um público fiel que acompanha o evento desde a primeira edição. “Sempre me emociono quando vejo jovens falando da importância do festival em sua vida, de quando viram que existia um local que tratava essas questões com respeito e dignidade”, afirma Veronica.

 

No último dia do festival, os filmes da Mostra Competitiva serão premiados nas 11 categorias do troféu Arthur Guedes. O júri da premiação é presidido pelo cineasta Ricky Mastro, que compôs o júri do festival Queer Palm em Cannes.

 

Nesta edição, o festival vai contar com uma mostra em comemoração aos 12 anos do coletivo As Travestidas. O grupo vem produzindo trabalhos focados em arte e transformação social, contribuindo para a construção de uma sociedade mais tolerante e menos discriminatória. Para comemorar essa trajetória, o For Rainbow traz uma mostra de repertório com exposição dos trabalhos do grupo, oficinas, exibições de vídeo e debates.

 

O For Rainbow é uma realização do Cenapop - Centro Popular de Cultura e Eco-cidadania, ONG que atua no fortalecimento das lutas populares e na disseminação de conhecimentos da realidade sócio ambiental, cultural e histórica das comunidades excluídas.

 


De 28 de novembro e 4 de dezembro, no Cinema do Dragão - Fundação Joaquim Nabuco. Acesso gratuito. Mais informações: http://www.forrainbow.com.br/festival/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO


Foto: Marina Cavalcante

 

O Planetário Rubens de Azevedo é um espaço de entretenimento e formação pedagógica através de caráter transdisciplinar em Astronomia.

Sessões:

O ABC do Sistema Solar
Em uma nave imaginária crianças fazem uma viagem pelo Sistema Solar. Durante a viagem elas aprendem sobre a mitologia das constelações e as lendas astronômicas. 30min.

Nos Limites do Oceano Cósmico
Usando o poder da nossa imaginação, viajaremos pelo espaço a uma velocidade próxima a da luz até o limite do universo visível, e com a ajuda do planetário, veremos de perto a nossa galáxia e grupos de galáxias muito distante de nós. Será que o universo tem fim? O que vemos no céu é uma ilusão? Você verá que o universo está em expansão e novas estrelas estão surgindo a todo instante.

Explorando o Universo
Venha se aventurar numa fascinante viagem pelo universo, e com Galileu conheceremos os segredos do céu e suas descobertas científicas para o progresso da ciência. 40min.

Origens da Vida
Mergulhando no desconhecido, e a partir das profundezas do oceano, descobriremos as origens da vida em nosso planeta. Através do tempo e espaço viajaremos até o nascimento das primeiras estrelas. 30min.

 

Sessões às quintas e sextas-feiras:

18h - Explorando o Universo
19h - Nos Limites do Oceano Cósmico
20h - Origens da Vida


Sessões aos sábados e domingos:

17h - ABC do Sistema Solar
18h - Explorando o Universo
19h - Nos Limites do Oceano Cósmico
20h - Origens da Vida

 


Noite das Estrelas

O projeto NOITE DAS ESTRELAS funciona há 8 anos no Planetário Rubens de Azevedo e já recebeu milhares de pessoas entre turistas e público local. Todos os meses, sempre nas noites de Quarto Crescente Lunar, o planetário disponibiliza telescópios ao público em geral para observação astronômica: Crateras da Lua, Planetas, Nebulosas, etc. A participação é gratuita, sempre a partir das 19h. Basta chegar no planetário e entrar na fila. Atenção: se o céu estiver nublado, não haverá observação astronômica, podendo haver também interrupção do programa, entre 19h e 21h, se as condições não estiverem favoráveis à continuação da atividade.

Dias 2 e 3 de dezembro, às 19h, em frente ao Planetário. Acesso gratuito.

 

Atenção:  É obrigatória a apresentação de documento que comprove o parentesco do responsável com a criança menor de 10 (dez) anos de idade no ato de compra do ingresso de qualquer evento/espetáculo do Centro Dragão do Mar. Esta é uma determinação da Justiça do Estado.

 

 

 

 

 


CINEMA DO DRAGÃO - FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO

 

A programação regular do Cinema do Dragão - Fundação é definida semanalmente, numa parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco e a curadoria adjunta (Salomão Santana e Pedro Azevedo) e pode ser consultada na página do cinema neste site ou no blog www.cinemadodragao.com.br.

 

Informações: 3219.5899
www.dragaodomar.org.br
programacaocinema@dragaodomar.org.br
Twitter: @cinemadodragao
Facebook: Cinema do Dragão-Fundação


Ingressos na Bilheteria do Cinema do Dragão -Fundação R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia). A bilheteria funciona de terça a domingo, das 14 às 22h.

 

 

Agilize a sua entrada! Ao comprar ingresso através do site ingresso.com, imprima o comprovante/ingresso de compra e dirija-se diretamente à entrada do Cinema do Dragão, sem necessitar fazer a troca na bilheteria. É mais prático e rápido. Experimente.

 

 

Também têm direito à meia da meia-entrada, no valor de R$ 3,00, estudantes da Escola Porto Iracema das Artes e da Escola de Artes Thomaz Pompeu Sobrinho e alunos de audiovisual do Centro Cultural Bom Jardim, da UFC, UNIFOR e da Vila das Artes, mediante apresentação de comprovante de matrícula.

 

 

 

 

 

 

 

MÚLTIPLAS LINGUAGENS

 


Sahaja Yoga
O A prática permite que a pessoa se identifique com o seu verdadeiro ser, abandonando os hábitos negativos para a evolução espiritual.
Todas as sextas, às 16h, no Bosque da Praça Verde. Acesso gratuito.

 

Encontro Cearense de Malabares
O encontro reúne jovens iniciantes e profissionais que exercem a prática dos malabares.
Todos os sábados, às 17h, na Praça Almirante Saldanha. Acesso gratuito.

 

5º Grupo Escoteiro do Ar Pinto Martins
De acordo com a faixa etária dos participantes, o grupo define as atividades de escoteirismo.
Todos os sábados, das 14h às 17h, no Bosque da Praça Verde. Acesso gratuito.

 

Feira Dragão Arte
Feira de artesanato fruto da parceria com Sebrae-CE e Siara-CE.
Todas as sextas, sábados e domingos, das 17h às 22h, ao lado do Espelho D'Água. Acesso gratuito.

 

Brincando e Pintando no Dragão do Mar
Brincadeiras e atividades infantis para todas as idades orientadas por monitores.
Todos os domingos, das 16h às 19h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

Planeta Hip Hop
Grupos promovem exibições de dança e música hip hop.
Todos os sábados, às 19h, na Arena Dragão do Mar.


 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MUSEU DA CULTURA CEARENSE – MCC

 


O Museu da Cultura Cearense é um museu etnográfico que tem como proposta promover a difusão, a fruição e a apropriação do Patrimônio Cultural do Estado do Ceará, aplicando ações museológicas de pesquisa, preservação e comunicação, visando à inclusão e ao desenvolvimento sociocultural.

 

 

Exposições

 

 

 

Os Filhos Deste Solo

 

 

Por meio de fotografias, vídeoarte, instalação artística e trilha sonora, cinco artistas lançam um novo olhar sobre a população do país. Esta é a exposição multimídia Os Filhos Deste Solo: olhares sobre o povo brasileiro, que fica em cartaz de 09 de dezembro de 2014 a 11 de janeiro de 2015, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza/CE.

 


Os fotógrafos Edu Simões e Marcelo Curia documentam as histórias de vida de cinco mulheres em cinco regiões do país. Cartas enviadas pelo povo brasileiro aos
governantes do país servem de inspiração para a artista visual Rochelle Costi e o cineasta Felipe Diniz, enquanto o músico Dany Roland cria uma trilha sonora
baseada na diversidade de ritmos e sons de todo o país.

 


"Esta exposição traz olhares atuais e sensíveis de artistas brasileiros sobre as vidas de filhos e filhas deste solo. Personagens e cartas são pontos de partida para
pensarmos a ampla diversidade cultural, étnica e regional brasileira" explica Carla Joner, curadora da exposição.

 


Durante o mês de setembro de 2013, os fotógrafos Marcelo Curia e Edu Simões percorreram regiões brasileiras para documentar em imagens o cotidiano de cinco
mulheres que representam a diversidade do povo brasileiro. Marcelo Curia retratou duas personagens – Maria Aparecida (SE) e Odete Terezinha (RS), enquanto que o paulista Edu Simões documentou a vida de outras três – Ivanilda (PA), Maria (RJ) e Iolanda (SP). Por meio de fotografias e vídeos a história de vida e superação de cada personagem está retratada na exposição: Odete fez um curso de qualificação profissional e trabalha como armadora de ferragem na construção civil no Sul; Cida produz alimentos orgânicos em pleno semiárido nordestino; Ivanilda é uma silenciosa artesã e agricultora da floresta; Maria, retirante do sertão, trabalha e vive na Rocinha; e Iolanda superou o uso de drogas em nome dos filhos, hoje possui um trabalho formal e vive com seus filhos em São Paulo.

 


A exposição apresenta um grande painel com projeções sincronizadas das fotografias, com trilha sonora original composta pelo músico Dany Roland: "Vivemos em um país onde a multiplicidade de culturas, que nasce da multiplicidade de indivíduos com historias peculiares, é imensa. Por essa razão, criamos uma trilha valorizando cada brasileiro. É uma música como se fosse 'a casa' de cada uma das mulheres apresentadas, com suas alegrias e tristezas, suas tradições, seus ritmos e seus ritos", comenta Roland.


Cartas escritas à mão ainda fazem parte da realidade de uma grande parcela da população, em pleno Século 21. A instalação de Rochelle Costi e o filme de Filipe Diniz apresentam de forma especial essas cartas enviadas às autoridades como elementos em suas obras para expandir o olhar e a reflexão sobre o povo brasileiro.
A partir de uma pesquisa realizada nos arquivos do governo federal, cartas enviadas pela população foram reproduzidas fielmente, impressas e dispostas em móbiles giratórios de 6m de comprimento. Assim nasceu a instalação Envío, criada pela artista visual Rochelle Costi: "São cartas de agradecimento e pedidos de ajuda, manifestações sinceras da população que confia que suas palavras chegarão ao ilustre destinatário. São quase como orações que buscam chegar ao céu, e é nesse ponto que a concepção do trabalho se baseia", afirma a artista.

 


O cineasta Felipe Diniz também trabalhou com trechos dessas cartas para criar as Vídeocartas, que são apresentadas a partir da leitura por atores especialmente convidados: "A ideia foi traduzir de uma maneira conceitual por meio de imagens em movimento, a diversidade de vozes que entregam suas esperanças em forma de cartas ao Governo. O vídeo é, de certa maneira, randômico, e corresponde ao grito de muitas vozes que, somadas, tornam-se uma grande onda. Se são todos filhos deste solo, no fundo, todos têm a mesma voz", declara Diniz.

 


Os Correios, que entendem muito bem a importância de uma carta na vida de alguém, patrocinam a exposição. A montagem de Os Filhos Deste Solo: olhares sobre o povo brasileiro tem projeto cenográfico e museográfico concebido pelo arquiteto Álvaro Razuk. O cuidado com a ambientação cria um percurso intimista para o visitante. A mostra foi apresentada em 2013 no Museu da República, em Brasília e, em novembro de 2014, passou pela Praça das Artes, em São Paulo.

 

 

Abertura dia 9 de dezembro. Em cartaz: até 11 de janeiro de 2015. Visitação: terça a sexta, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30); sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (com acesso até as 20h30). Gratuito.

 

Atenção à visitação durante os feriados de fim de ano:

24 de dezembro - das 9h às 12h
25 de dezembro - fechado
31 de dezembro - das 9h às 12h
01 de janeiro - fechado

 

 

 

 

 

 

 

 

Vaqueiros [Sala 4]

Foto: Marina Cavalcante

Exposição lúdica, de caráter didático, percorre o universo do vaqueiro a partir da ocupação do território cearense pela pecuária até a atualidade. Utiliza cenografia, imagens e objetos ligados ao cotidiano do vaqueiro.

 

Visitação de terça a sexta, das 9h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados das 14h às 21h. Gratuito.

 

 

 

 

 

Agendamento de grupos para visitas às exposições

Núcleo de Ação Educativa

Partindo das especificidades de um museu etnográfico, o Núcleo de Ação Educativa do MCC objetiva formar educadores para atender ao público agendado e espontâneo. Composto por uma equipe multidisciplinar, realiza mediações com as mais variadas temáticas relacionadas à cultura popular trazidas pelas suas exposições.

Mediações
Os educadores do MCC proporcionam três tipos de mediações aos seus visitantes:

  • Mediação simples: mediação rápida, mais orientadora, destinada ao público não agendado e espontâneo. Duração de até 20 min.
  • Mediação ampliada: mediação problematizadora, formadora, que instiga o visitante a refletir de forma crítica sobre a exposição. Duração de até 01h30min.
  • Mediação com oficina: mediação mais prolongada, pois além de ter como ponto central a reflexão, nesta visita atividades de arte-educação são vivenciadas. Por exemplo: teatro de fantoche, desenho, contação de história, roda de conversa e oficinas de acordo com a exposição em cartaz. Duração de até 2hs.

 

O agendamento dos museus do CDMAC pode ser feito de segunda a sexta, das 13h às 18h.
Contato: (85)3488.8604
E-mail: agendamento@dragaodomar.org.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA – MAC

 

 

 

Ações Educativas

Mediação a partir dos conteúdos das exposições para público espontâneo e agendado. A equipe é formada por Arte Educadores - universitários multidisciplinares - que desenvolvem ações de mediação com Escolas, Projetos, Universidades, ONGs e demais instituições interessadas em visitar o Museu e conhecer mais sobre Arte Contemporânea.

 

O agendamento dos museus do CDMAC pode ser feito de segunda a sexta, das 13h às 18h.

 

Biblioteca de Artes Visuais Leonilson

Espaço especializado em artes visuais com cerca de dois mil livros nas áreas de Fotografia, Design, Museologia, História da Arte, Arquitetura e Urbanismo, Moda e Arte Contemporânea.

Serviço gratuito, de terça a sexta, das 9h às 18h.

 

 

 

 

 


 



 


 

 

 

CENTRO DRAGÃO DO MAR DE ARTE E CULTURA

Rua Dragão do Mar 81, Praia de Iracema - CEP: 60060-390 - Fortaleza/CE - CNPJ: 02.455.125/0001-31
Informações gerais: 55 (85) 3488 8600 / 55 (85) 3488 8608