PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAÇÃO
Notícias
Instituto Dragão do Mar lança publicação trimestral com grandes nomes da cultura
Conhecimento

O Instituto Dragão do Mar (IDM) lançou, no último dia 15 de dezembro, uma publicação cujo objetivo primeiro é reunir o pensamento e o panorama mais amplo do que acontece em cultura no Ceará: a Revista Dragão do Mar. O lançamento teve a presença do sociólogo e ex-ministro da Cultura Juca Ferreira, do cineasta Karim Aïnouz, do ator Silvero Pereira e do artista visual Zé Tarcísio. Todos eles são nomes que foram destaques em matérias, entrevistas e perfis da publicação que apresenta um rico dossiê da Praia de Iracema, sob o aspecto artístico e cultural, e um importante debate sobre a crise da cultura no Brasil.

 

Zé Tarcísio é tema do ensaio de Bitu Cassundé na revista

 

Segundo o presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, a Revista Dragão do Mar é resultado do amadurecimento do IDM enquanto centro de pensamento de uma série de novas políticas e estratégias de economia e da sociedade cearense. "Fomos a primeira Organização Cultural do país. Inovamos e avançamos mais rápido em gestão da cultura. Criamos a primeira escola de formação artística do Brasil, hoje refundada com o nome de Porto Iracema das Artes. Nossa experiência em formação artística é a base para todas as propostas de formação hoje no Ceará e no Brasil. Chegou a hora de apresentarmos um panorama mais amplo do que acontece aqui, no campo cultural, com a publicação da Revista Dragão do Mar", afirma.

 

 

Entre os destaques deste primeiro número, está o debate sobre a crise da cultura no Brasil, com opiniões de três dos mais atuantes intelectuais nos últimos vinte anos: o sociólogo e ex-ministro da Cultura Juca Ferreira; o diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron; e o diretor do SESC SP, Danilo Miranda. Além disso, a revista apresenta um dossiê completo sobre o território mítico da cultura cearense, a Praia de Iracema. "Com reportagens, ensaios, ficção, teses e tópicos criativos, a Revista do Dragão veio para chafurdar o 'coro dos contentes', como dizia nosso vizinho piauiense Torquato Neto. E para afirmar: sim, existe pensamento e pecado aos 9 graus da linha do Equador", define Linhares.

 

Karim Aïnouz fala dos trabalhos que vêm pela frente

 

Conduzidos pela Praia de Iracema, por exemplo, estão o artigo da escritora Ana Miranda, sobre como a famosa praia inspira os artistas; ensaio de Bitu Cassundé, curador do Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE), sobre a carreira do artista Zé Tarcísio, cujo ateliê se encontra na Praia de Iracema; e um perfil sobre o cineasta Karim Aïnouz, falando de suas inspirações e novos trabalhos. Entre outros gêneros, a revista traz também ficção, com a publicação do primeiro capítulo do romance de estreia do jornalista e antropólogo Paulo Linhares, "A Última Nação Indígena", ambientado na Praia de Iracema. Um panorama da música, por Mona Gadelha (Porto Iracema); do teatro, por Fran Teixeira (Teatro Máquina); e da dança, por Joubert Arrais (crítico de dança e professor da Universidade Federal do Cariri), no Ceará, nos últimos quinze anos, também são destaques deste primeiro número.

 

 

A Revista Dragão do Mar terá distribuição na Livraria Cultura e nas livrarias da Travessa e da Vila. Será distribuída ainda em centros culturais e livrarias da Bahia, do Rio de Janeiro e de São Paulo. A publicação tem valor de R$ 5,00.

 

SERVIÇO
 

Revista Dragão do Mar
Trimestral
Preço: R$ 5,00
120 páginas
Editora Instituto Dragão do Mar

 

Acompanhe nossa programação também pelas redes sociais:
Facebook: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Instagram: @dragaodomar
Twitter: @_dragaodomar

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
PARCEIROS